segunda-feira, 5 de novembro de 2007

O BEIJO de Gustav Klimt

O Beijo - Klimt Óleo sobre tela 180x180

...Sabia que o modelo para o homem era o próprio Klimt e a mulher que segurava nos braços a sua amante Emilie. A mulher fatal e desafiadora de outras obras está aqui submissa, sensual, perante um homem dominador...


O BEIJO - António Tapadinhas



“O Beijo” de António Tapadinhas Óleo sobre tela 80x60

A recompensa

Um dia, recebi em minha casa uma carta com um conteúdo muito especial: lá dentro estava um convite para o casamento de Bruno e Verónica. Ele, filho de um casal de velhos amigos, Fernanda e Zé. Aceitei, claro! Toda a cerimónia decorreu dentro da tão característica atmosfera “fin de siècle”. O salão onde se realizou o copo-de-água, estava decorado de acordo com o espírito da Arte Nova, um movimento contra as obras conservadoras e moralizadoras da anterior geração, de que Klimt foi líder, na Secession vienense. As mesas estavam identificadas com nomes de diversas obras do Mestre: Dánae, A Dançarina, A virgem, A Esperança... e O Beijo que era a minha mesa.
Em conversa com a mãe babada, contei que na minha viagem a Viena, no dia em que passámos no Palácio de Belvedere, eu não passei: despedi-me da minha mulher e amigos e fiquei na Österreichische Galerie até fecharem as portas do Palácio e me porem na rua, literalmente. Disse-lhe do meu entusiasmo por ver, poder cheirar as tintas daquela obra monumental – em todos os sentidos, pois tem a respeitável dimensão de 180x180.
Aproveitando o meu entusiasmo perguntou-me se eu estava disposto a fazer uma cópia de “O Beijo” para oferecer ao filho. Juro que “só” tinha bebido um (ou dois?) copos de champanhe... e disse que sim.
Durante o primeiro ano, quando nos encontrávamos, ainda me perguntava quando é que eu cumpria a promessa. A partir do segundo ano, só olhava para mim com olhos reprovadores (era o que eu sentia, por causa da consciência pesada).
Quando interiorizei que tinha de cumprir a promessa, pus mãos à obra. Sabia que o modelo para o homem era o próprio Klimt e a mulher que segurava nos braços era a sua amante Emilie. A mulher fatal e desafiadora de outras obras está aqui submissa, sensual, perante um homem dominador. Decidi de imediato que as figuras não podiam perder valor. Devido às dimensões do original tinha de cortar elementos. Sacrifiquei o campo de flores que enquadram e dão a dimensão monumental às figuras. Em vez de verdadeira folha de ouro utilizei tinta Old Gold e Gold para criar uma textura mais interessante. Klimt e seus amigos, procuravam incessantemente a beleza, sempre, sob o voluptuoso manto da morte a ensombrá-la. O mestre que me perdoe mas procurei dar uma cor mais cálida ao elemento feminino.
Passado muito, muito tempo, convidei os meus amigos para virem tomar um café a minha casa. Quando a Fernanda se sentou no sofá em frente da lareira e viu casualmente a peça que estava estrategicamente colocada na parede, os seus olhos brilharam, um largo sorriso abriu-se na sua cara. Perguntou-me, a medo, se aquela era a obra que saldava a promessa. Eu, com um pequeno aceno de cabeça, confirmei. Os seus olhos brilharam com duas lágrimas alegres que lhe escorreram pela face.
Foi o valor mais alto que eu cobrei por qualquer das minhas obras.

16 comentários:

Jorge disse...

El cuadro tuyo es bueno, pero como cuentas como cumples tu promesa me ha encantado.¡menudo contador de historias debes ser!
Estuve este febrero en Viena, estuve en Febrero delante del Klimt, ¿que mas puedo decir? La vida se llena de esos momentos.
un abrazo, Jorge

Fermina Daza disse...

A fuerza de esforzarme por leer y comprender tus textos, conseguirás que aprenda el portugués.

Un saludo afectuoso

Irene

A.Tapadinhas disse...

Jorge, fico encantado por já teres desfrutado o prazer imenso de ver as obras do mestre que só muito recentemente começa a ser reconhecido como tal. Num leilão recente da Christie´s o "Retrato de Adele Bloch-Bauer, foi vendido por US$87,9 milhões!!!

Fermina Daza, querida, eu apetece-me começar a escrever em espanhol... parece que frequento um curso acelerado... :)
Un abrazo cariñoso (vês?).
António

gorrión disse...

Querido amigo , sabio de la Lusitania ; maravilloso cuadro, maravillosa historia , maravilloso el regalo...el que le hiciste a tus amigos y el que cada día nos haces a nosotros con tu energía.Un abrazo!

NOCTURNA disse...

Sus lágrimas habrán sido como diamantes para tí, Antonio:

"Gotas de lluvia
música cristalizada
luz oscura
todas mis lágrimas"

Por saltar de Blog en Blog, Fermina, vamos a convertirnos indefectiblemente en políglotas!

¡Abrazos para ambos!

arianams disse...

Tó, tenho vindo regularmente espreitar o teu cantinho :) E parece que tu tens tentado espreitar o meu, mas sem sucesso! Foste ao cantinho errado, também por culpa minha, que deixei um blog experimental como público.
Agora já não há enganos! Vai lá outra vez!

O (teu) BEIJO ficou liiindo!

Beijinhos
Ariana

Sibyla disse...

Antonio, el cuadro del beso de Klimt,me emociona tanto, que tengo una copia, colgada en mi alcoba.
Pero aún más me ha emocionado, la historia de tu amigo.
Que satisfacción da cumplir las promesas y contribuir a la felicidad de quienes apreciamos.
Un saludo.

A.Tapadinhas disse...

Ariana, já estive no teu blog e deixei uma pegada, talvez demasiado pesada... Espero que desculpes o velho dinossauro.
Beijinhos.

Sibyla, fiquei muito feliz com as tuas palavras. Mais ainda pelo significado que atribuis a "O Beijo". E por falar nisso :-) um grande, para ti.
António

Anyglo disse...

Bellísima Obra e Historia!!! Mis felicitaciones

Fernanda disse...

Olha Tó
(estás a olhar?) Logo no dia do "nosso" telefonema, estive aqui. Acontece que o impacto foi tão grande, que tive primeiro que digeri e partilhar o assunto.
Obrigada Tó.! Conto incondicionalmente com a tua amizade e a tua pintura!
Fernanda

Jose disse...

Olá amigo, comentar esta obra maravilhosa para mim é impossivel " tu sabes porquê ".
Só te peço mais favor( continua pintor).
Obrigado
Zé Simplicio

el altillo de reina zulma disse...

Querido Antonio: cúánto expresás en cada cuadro...! Luego de que tu obra me atravies, trato de comprender tus palabras y, como dice ferminam daza"...a fuerza de esforzarme por leer y comprender tus textos, conseguirás que aprenda portugués...".
OBRIGADO!!!...viste,ya empecé por algo.
Te quiero mucho
Zulma

Vieira Calado disse...

aprecio bastante os óleos que vi por aqui.
Bom fim de semana

Virginia disse...

Olá sou a Virginia também uma velha amiga do casal Simplicio e madrinha do Bruno.
No dia 19 de Fevereiro dia dos anos do Bruno fiquei agradavelmente surpreendida quando vi em sua casa "Beijo". Parabens.
Está magnifico.
Virginia

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Vasco disse...

olá Antómio.. sou o vasco , aluno de conservação e restauro do ipt de tomar. andava a pesquisar sobre o maravilhoso beijo e encontrei a sua bela obra. vou fazer um trabalho sobre o "beijo de Gustavo Klimt" e precisava de uma imagem para o treino de reintebração cromática, mas as que encontro na net depois de ampliadas ficam mt más. como consigo algo mais? abraço