sexta-feira, 28 de março de 2008

JANELAS DE LUZ









Janelas de Luz
Acrílico sobre tela 55x25cm



Lápis e marcador sobre papel














Fuga para o vermelho
Acrílico sobre tela 55x25cm


Marcador sobre papel





Estas duas telas foram criadas a partir de esboços que eu faço e guardo mas que na sua maior parte, nunca chegam a ser utilizados. Queria pintar só “Janelas de luz”, mas como gostei do resultado, aproveitei a embalagem e acabei por aproveitar os dois. Guardei notas das diversas fases da sua execução, que continuam bem presentes no meu espírito: Algumas das combinações de cores e contrastes, serviram para a realização da “Web”! Sem estas, a obra que dediquei a todos os meus amigos, não teria sido possível: Seria outra coisa completamente diferente.
Em cada peça que realizamos, está um pouco daquilo que aprendemos ao longo da nossa vida. No entanto, digo, como Picasso: Se sabemos exactamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?
Uma obra de arte bem preparada tem todas as condições para cumprir a sua função. Como um terreno, para ter um monumento. Mas existe um problema: é preciso fazê-lo...
Faço, logo existo!

27 comentários:

Isabel disse...

Hay que ver, el arte da para mucho, sobre todo para realizar estas estupendas reflexiones con las que nos regalas el alma, además de las pinturas con las que nos regalas la vista. Besos.
http://senderosintrincados.blogspot.com

Anne M. Moor disse...

Janelas...
olhos que viajam
no interior de famílias,
pessoas, almas...
Espaços através dos quais
perdemo-nos em sonhos
reais e irreais
possíveis e impossíveis
mas sonhos que levam
à vida...

Belos os dois quadros e magistral o pintor!
Beijos sonhadores :-)

ANA disse...

El primer impacto, me ha venido a la cabeza el cuadro de "El beso" de Klimt, "janelas de luz",
creo que ya antes había comentado algo de esto cuando publicaste algún cuadro de "web"
De cualquier modo, son preciosos cada uno en su especial matiz.
Un saludo Antonio,
ana.

SHE disse...

No puedo perdonar tanto olvido! jummm , fuì y vine y del señor Tapadinhas ni sus luces!

De castigo no dirè que sus ùltimos cuadros son sublimes,ni que aquì el color ilumina hasta la màs triste mirada, ni que la luz de la alegrìa inunda cuadro a cuadro, ni que lo he extrañado un mundo, ni que sueñe con medio beso resusitador, ni le dirè nada de nada!, esta usted castigado con mi silencio...

( bueno sòlo un rato porque muero por comentar en los otros post jeje)

pero màs tarde porque estoy super super enojada!
ningun beso, ya dije! ;( ;(

Fermina Daza disse...

Querido António, si no recuerdo mal, los colores y tonos de esas ventanas de luz, son los mismos que empleaste en tu obra "Biblioteca", que tanto me gustó.

António ¿cuándo empezaste a pintar? ¿Estudiaste Bellas Artes? ¿Eres autodidacta? En ese caso ¿Cómo aprendiste la técnica? Bueno, hoy estoy "requetepreguntona", pero es que me gustaría saber como adquiriste tu formación y como la vas perfeccionando.

Beijo

Jorge Lemos disse...

Espoucar das cores, miríade de luzes explodindo pelas janelas
d´alma deste grande criador.
Tapadinhas vai desabrochando como flor esta capacidade enorme de nos encantar a todos.

A.Tapadinhas disse...

Isabel: Penso que uma pintura deve falar por si própria e, muitas vezes, interpelar de maneira diferente, quem a observa... Não raras vezes a interpretação que fazem duma obra não coincide com a idéia do seu criador... Para mim , a interpretação do observador é tão correcta como a do seu criador.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Tens um fetiche por janelas e, soube de outras obras, por telhados... Fica a interrogação: e no interior da casa? Qual é a tua parte fetiche? Deixa-me adivinhar: não é a cozinha... :)
Beijo a fada do lar.
António

A.Tapadinhas disse...

Ana: O teu poder de observação e a tua memória visual, estão bem patentes neste teu comentário. Com efeito, são os mesmos tons que combinam com "Biblioteca". Por isso, nas fotos da minha sala, junto à lareira, no lado esquerdo, são visíveis estas duas telas.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

She: Touché!
Os teus "não" comentários, "não" iluminam o meu dia como deviam, porque são essenciais para que sinta o fluxo revigorante das energias positivas que consegues transmitir. Espero ansioso por mais "não" comentários...
Beijo (sem tecla de "delete").
António

A.Tapadinhas disse...

Jorge Lemos: Em relação ao comentário deixado em "Praia da Luz", agradeço a sua gentileza por manifestar a vontade de me informar da sua futura visita a Portugal. Pelo que me diz, vai ter uma agenda bastante preenchida. Espero ter o prazer de poder retribuir-lhe o café requintado que tomei em sua casa... e apresentar-lhe a minha família, sob as asas protectoras de algumas obras que conhece apenas à distância...
Abraço.
António

Anne M. Moor disse...

A house that is lived in
I love a house that's "lived-in"
with clutter here and there.
A magazine left open,
a jacket on a chair
a smell of something baking
a special recipe?
An ever-eager offer
of hospitality.
I love a house that's "lived-in",
it seems to stand apart,
for in it is a woman
who has a loving heart.

E António, eu fui criada para chegar nas pessoas via seus estômagos (rsrsrsrsrs) e modéstia a parte cozinho muito bem e é mais uma coisa na qual tenho imenso prazer em fazer.
Beijos :-)

A.Tapadinhas disse...

Anne: Eu sabia que não ias resistir à provocação! Mas agora tenho outra: Só acredito depois de provar!

Beijo com incredulidade.
António

A.Tapadinhas disse...

Irene: As tons e as cores destas telas serviram de suporte para "Biblioteca" e também para "Web"... Todas as experiências que considero bem sucedidas, volto a utilizá-las mais tarde. Tirei o curso de desenho na Sociedade Nacional de Belas Artes e um curso de pintura com um mestre, Pina da Silva, já falecido. Mas os cursos mais importantes que tirei, resultaram da minha profissão no Marketing da Colgate Palmolive, com os cursos que frequentei em Roma e
Copenhague. Satisfeita?
António

Pena disse...

Estimado Amigo António:
"Faço, logo existo". Faz-me lembrar o puro existencialismo francês. "Eu sou!"
Penso que a beleza policromática que se expressa na Cor/Luz é profunda. Sentida. Comunica intensamente na harmonia visível.
Quem sou eu para comentar o que não sei comentar?
Sei somente e, com sinceridade, que gosto das suas "Janelas De Luz"!
Isso sei!
Só posso dizer duas palavras: Admirável! Lindo!
Desculpe, mas mais não sei, acredite?
Isso digo somente. Mais: Remeto-me ao sonho ineqívoco como sente a pura "Arte" e a genialidade do puro acto de Arte vivenciada e talentosa!

Abraço amigo de estima

pena

Anne M. Moor disse...

"Só acredito depois de provar!"

Então na minha próxima ida bloguenígena a São Paulo quem sabe vais tbm... :-) Qdo lá estive em outubro e encontrei-me pela primeira vez com todos, fiz um jantar... Pergunta pro Walmir que estava lá...
Mas certamente um dia provarás...
Provocação aceita :-)

Fermina Daza disse...

Muito satisfeita e agradecida por suas palavras e explicaçoes. Lhe dous meus parabéns por tao ben curriculum.

Es posible que haya escrito una gran tontería,pero sé que apreciarás mis buenas intenciones.

Beijo :D

A.Tapadinhas disse...

Amigo Pena:
Como sempre, os seus elogios ao meu trabalho, têm um colorido, irradiam uma luz, que se harmonizam com os nobres sentimentos que manifesta em relação aos que os rodeiam. Sinto-me honrado por ser o destinatário das suas palavras.
Um abraço agradecido.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Acredito em ti e já estou a salivar, só de pensar nos petiscos que vão aparecer... Walmir já me contou! :´)
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Irene: Sensibilizas-me com o esforço de escrever em português... mas não é preciso: vais ver, quando chegares a Portugal, que nos vamos entender perfeitamente...
Beijo.
António

SHE disse...

Querido Antonio, ya no estoy enojada !... desde que apareciste en mi vida, has aumentado mi alegria y buen humor,eres muy especial y me siento feliz de contarte entre mis adorados amigos.

Gracias por aumentar mi cultura y mis conocimientos y por hacerme apreciar la pintura con especial sensibilidad.

Sabes? un secreto ( mi ego aùn no baja del cielo por la mùsica de tus palabras)

Te mando un enorme abrazo que algun dìa te darè en persona.

gracias querido Antonio

Udi disse...

Permaneço a desfrutar do privilégio de apreciar a obra à luz do comentário do próprio artista: o fazedor.
Parabéns!

A.Tapadinhas disse...

She: Eu sei, pela minha experiência de vida, que cada pessoa tem uma parte de si (a melhor)que raramente se manifesta, pelas mais variadas razões. Se, como dizes, o que escrevo ou o que pinto, contribui para essa manifestação, fico muito contente com a tua felicidade. Aproveita-a, minha amiga.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: É bom sabermos que o nosso esforço para comunicar é atingido... É uma boa razão para continuar...
Beijo.
António

Miss Slim disse...

Amigo António e como existe.... uiiii.. Lindo :)

Bjoca Iluminada :)

ZULMA disse...

ARTE...arte...arte...
Es lo que respiramos tus visitantes cada vez que ingresamos aquí...
Me encantan tus pinturas , sobre todo , las que se asemejan a este estilo (perdón pero no sé ómo expresarlo en lenguaje artístico)...
M e agradan las obras que ofrecen la posibilidad de crear imágenes y climas a partir de la subjetividad de cada uno...
Felicitaciones...
Te envío mi cariño y mi enorme valoración haica tu hacer...

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,