segunda-feira, 19 de julho de 2010

PALAFITAS


Carrasqueira Acrílico sobre Tela 30x40cm

Cá está o segundo quadro da série “Palafitas”. Podem rever o primeiro na minha entrada de 11 de Maio de 2009.
A Carrasqueira é uma aldeia, em plena Reserva Natural do Estuário do Sado, que conserva algumas construções em madeira coberta de caniço – os palheiros – e um cais de estacas de madeira (palafitas), que se prolonga por centenas de metros sobre os esteiros lodosos do rio. Foi um processo iniciado por dois pescadores que criaram um acesso para chegarem aos seus barcos, sem se enterrarem no lodo, aos quais se foram juntando outros, até se chegar ao emaranhado de estacas que tornaram este local um dos mais visitados do concelho.
Já estou a trabalhar no quadro seguinte desta série.

24 comentários:

jorge disse...

Otra preciosidad en la que tus azules me focalizan la mirada.

Esa es la grandeza humana; ir encontrando soluciones a los problemas que le pone la naturaleza.

...eso y el arte.

A.Tapadinhas disse...

Jorge: Jorge: Não sei quantas medalhas de ouro tens resultantes da tua actividade desportiva.

Coloca mais uma na tua colecção: rapidez no comentário.

Mereces outra pela dimensão humana das tuas palavras!

Esta entregar-te-ei pessoalmente, se me for possível...

Abraço,
António

Dhenova disse...

Bela obra! Parabéns pelo espaço.
Virei fã.

Abraço.

Luís Coelho disse...

Lindo quadro. As cores vivas parecem ressaltar a beleza desse local.

Ava disse...

Doce António...rs

Estive a reler os comentários, afinal, mais de um ano depois, a gente acaba por esquecer o que se escreve, mas voce faz questão de relembrar...
Emocionante ver que voce soube devolver com juros, as palavras a tí dedicadas...

As cores aqui também são ofuscantes, traços de uma personalidade movida pela paixão...

B.B. emocionados...

Pena disse...

Admirável Amigo António:
Esta Obra-prima Carrasqueira Acrílico sobre Tela 30x40cm fascina.
A seu texto adicional à obra é de profunda e de imensa significação ao seu talento latente e perfeito.
É um pintor que prima pelo requinte e excelência do seu ser e sentir.
Fabuloso.
Agradeço a visita simpátia constante.
Abraço forte de uma amizade sincera.
Sempre a respeitá-lo e a admirá-lo

pena

MUITO OBRIGADO pela visita que adorei.
A amizade tudo conquista.
Bem-Haja, genial amigo extraordinário num coração sensível de confeccionador de arte pura que lhe corre nas veias e nasceu consigo.
Adorei. Fantástico.

A.Tapadinhas disse...

Dhenova: Muito obrigado pela calorosa visita!

Volta sempre!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Luís Coelho: As cores e a vida deste local de eleição são um convite para fotografar ou pintar...

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Ava: Fiquei espantado com as palavras (representando sentimentos) que trocámos...

Já não tinha ideia da quantidade mas também e principalmente, da sua qualidade...

Foi como ver aquelas cartas que escrevemos na nossa juventude...

...só que, neste caso, as folhas não estão amarelecidas...
rsrsrs

BB
António

A.Tapadinhas disse...

Pena: A verdadeira amizade é o mais seguro dos activos...

...embora não sejam cotados pelas, agora tristemente famosas, agências de rating...

Abraço,
António

linda lourenco disse...

Olá meu Pintor preferido deste Millennio!Único que você é :)

O lugar que descreveste e retrataste
com mais uma obra Maravilhosa,Obriga um dia a visitar.
Procurei em Junho uns lugares assim,mas falta de disponibilidade e tempo não encontrei.mas vi de meus olhos lugares fantásticas!Fotografei e quando voltei a casa fiquei feliz.
Vivo no interior das terras que também aprecio.mas me fascina mar e barcos.
Adorei igualmente a sua obra anterior retratando a pele do pinheiro a textura e cores são apelativas e fascinantes.
Um grande abraço e um grande beijo.
Estou um pouco parada a nível de pinturas...mas continua animada porque amo a pintura e não só a minha:)já sabe.Brinco com fotos minhas cores ect.Vá la ver que vale a pena.

Linda.

Anne M. Moor disse...

António bom dia!

O azul que espio pela minha janela é uma fração do azul desta tua tela linda que exprime paz, sossego e tanta beleza. "O emaranhado de estacas" dá um certo mistério para a cena e permite que nossa imaginação voe!

Beijos criativos :-)
Anne

Tertúlias... disse...

Linda tela. "Só" mais uma, nao é? Qie coisa, amigo! Que beleza ter esta criatividade!!!!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belíssimo trabalho. Parabéns!

Hoje ao acordar e fazer as minhas orações, agradeci a DEUS por ter-me proporcionado a graça de conseguir grandes amigos.

Muito obrigado pela tua amizade.

Beijos no coração e feliz dia dos amigos.

Rosemildo Sales Furtado

A.Tapadinhas disse...

Tertúlias: O Sol nasce todos os dias...

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Rosemildo Sales Furtado: Hoje ao acordar, li as belas palavras do meu amigo.

Com o belo Sol que entra pela minha janela e os amigos que fazem questão de o demonstrar, posso dizer que a vida é bela!

Abraço,
António

Lu disse...

La suavidad de la pincelada transmite la calma del lugar a la perfección. Hay mucha calidez más allá del azul. Es el azul sedante del río.
Muy lindo. Besos.

A.Tapadinhas disse...

Lu: A água e os rios são sinónimos de vida.

Sendo vida, que seja bela, cálida e calma...

Depois de uma cascata, impera a tranquilidade...

Obrigado!

Beijo,
António

Anne M. Moor disse...

António

Vai lá no Life... Living... e vê mais uma obra tua que emite paz, sossega e beleza.

Beijos
Anne

A.Tapadinhas disse...

Anne: Maneira boa de começar o dia com beleza, paz e sossego!

Vou já!
Beijo apressado.
António

Graça Pereira disse...

Aonde nos levam as palafitas? Pelo mar dentro concerteza...apesar do emaranhado das estacas...Lição de vida: ás vezes parece-nos que estamos com o coração emaranhado mas... com as palafitas...chegámos lá! Adorei esta tela pelas cores, pela luminosidade e...pela interpretação que faço dela!
Ficarei á espera da continuação...
Beijo amigo
Graça

A.Tapadinhas disse...

Graça Pereira: A interpretação que fazemos de tudo o que acontece, ou não, tem muito a ver com a personalidade de cada um.

Com a tua sensibilidade apurada as tuas interpretações são sempre as mais favoráveis... Só tenho de agradecer!

Beijo,
António

Ava disse...

António, também estive a reler nossas "cartas"...rs
Realmente uma bela coletânea de sentimentos e palavras, expressos tão despretensiosamente, o que as tornam mais belas.

Relendo agora, um ano depois, é admirável a poesia e emoção contida em cada
comentário trocados...

Bom recordar, e melhor ainda, perceber que ainda hoje, temos essa sinergia...rs



B.B. emocionados!

A.Tapadinhas disse...

Ava: Já há algum tempo que comecei a seleccionar, para um ficheiro, as frases que eu gostei mais de enviar ou de receber.

Nessa colectânea, já extensa, estão algumas de Ava...

Não sei o lugar em que se encontra...

...mas, certamente, está no podium!

BB
António