terça-feira, 20 de abril de 2010

OUTONO


Outono Óleo sobre Platex 15x15cm
(clique sobre a imagem para ver pormenores)

A mais popular obra de Vivaldi é, "As quatro Estações", em que o compositor expressa musicalmente, de uma forma simples, directa e descritiva a natureza. O Outono, estação da queda das folhas, é um concerto em fá maior para violino, cordas e cravo. Tem os três andamentos dos outros concertos e pela mesma ordem: “Vindima”, allegro, a bebedeira causada pelo vinho (adágio molto) e no último, o trepidante ritmo da caça, obviamente allegro, menos para o veado que é morto!
Diz-se que o Outono é uma estação calma, de meias-tintas. Tal como acontece com o veado, também as folhas ao morrer não me deixam indiferente: mostram com a violência das suas cores, o seu protesto pela morte que adivinham! E como são eloquentes!
Quando morrer quero ter cores assim!

34 comentários:

Sí es lo que parece disse...

Aunque sea una completa enamorada de la Primavera, no puedo dejar de reconocer que el otoño tiene magnetismo, esos colores anaranjados y marrones, ese caer de las hojas, banda sonora de nuestros paseos por un parque, mezcla de nostalgia y esperanza por lo que está por venir...

Bonita imagen, preciosos colores

Besos

Margot disse...

Aca el otoño nos gana día a día un par de hojas, que lentamente caen.
Las cuatro estaciones de Vivaldi son algo realmente hermoso!!

Me gustaron los colores, energicos, atractivos, como el otoño mismo!!!

Que tengas una hermosa semana!

Beixos!

Nanda Assis disse...

o outono é inspirador e realmente saiu uma linda obra.

bjosss...

A.Tapadinhas disse...

Si es lo que parece: Todas as estações têm os seus encantos...

Também nós temos as nossas mudanças de humor e, muitas vezes, acompanham as mudanças de estação...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Margot: Se as folhas caiem, é porque um dia nasceram...

É a eterna (esperemos!) renovação da natureza!

Boa semana!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Nanda Assis: O Outono é uma estação que merece o melhor de cada um de nós...

Beijo,
António

jorge disse...

Me encanta el colorido.

Me encanta la obrea de Vivaldi, fuente de inspiracion para ti, porque recuerdo tus maravillosoas cuatro estaciones en colores (de las que puse tres cuadros en mi blog).

Anne disse...

Assim como a tua tela António!!!!

Tu sabes que eu adoro o Outono por várias razões, sendo uma as cores que estão sempre em movimentada transformação. Tua tela mostra a força dessa transformação e de ti, pintor brilhante!!!

Beijos
Anne

Pena disse...

Deslumbrante e Estimado Amigo:
Uma tela genial. Uma obra-prima assinada extraordinariamente por si e pelo seu talento em variadas dimensões valiosas da arte do sentir.
Nunca "Suportei" ninguém: ADMIRO-OS(AS), "ELOGIO-OS(AS)", se quiser "AMO-OS(AS).
Tento ser bom cidadão que ensino e dedico à educação de crianças que creio que não me "suportam", gostam ou não. É tão simples.
Só me "suporta" quem quiser.
Não obrigo ninguém a gostar do que faço com dedicação e o melhor que sei.
Abraço amigo de profundo respeito e admiração.
Se disse alguma aberração, incoerência ou inoportunidade, peço desculpa.
Cordialmente e com gigante estima.

pena

MUITO OBRIGADO pelo que pensei fosse uma amizade sincera e respeitadora.
Bem-Haja, notável Amigo ENORME!

A.Tapadinhas disse...

Jorge: É verdade! Ainda me lembro da surpresa de ver aparecer as quatro estações no Café...

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Acho que estás (ainda) mais desperta para as cores quentes, desde o teu regresso de Espanha.

Nem quero pensar o que acontecerá quando passares por Portugal...
rsrsrs

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Pena: Como sempre as suas palavras são um exemplo de sensibilidade e sensatez.

Felizes os alunos que têm professores como o meu amigo que, para além de ensinar, servem de exemplo com a sua maneira de Estar e Ser.

Abraço,
António

Ava disse...

Eloquente é voce, António, ao descrever de forma tão bela a obra de Vivaldi, assim como o outono e suas folhas cor de fogo.
Nada aqui é indiferente!

Há uma explosão de paixão em cada palavra sua e em cada cor que compõe seu quadro...

E eu aqui fico a admirar
tua sensibilidade...

B.B. outonais!

Udi disse...

Para mim, os contornos azuis são os detalhes que mais "gritaram" na ampliação. Fiquei impressionada com a frequência em que vibra aquele azul!

E diverti-me muito buscando um trecho de Outono para ti. Diga-me o que acha desta que escolhi prá te presentear em retribuição a essa maravilhosa pintura que você nos oferece:
http://www.youtube.com/watch?v=lfg2dB4yOCc

A.Tapadinhas disse...

Ava: Vivaldi é fogo!

A música também...

e a pintura pode ser um vulcão!

Palavra proibida nestes tempos de espaço aéreo interdito por causa das cinzas vulcânicas. :(

Os B.B. é que continuam a circular sem interdições...

Festejemos, pois!

B.B.
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: Esse azuis estão lá para fazerem vibrar as outras cores quentes.

Vou apreciar a sua dica, de seguida!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: Já estive a ouvir a música,
enquanto apreciava os desenhos! A sua beleza e imaginação deixa-me maravilhado!

Um dia destes, começo a ter uns desenhos assim do meu neto...
rsrsrs

Beijo,
António

Denise disse...

Minha estação preferida
Não por conta das folhas amarelecidas caidas (se bem que acho lindo o tapate que se faz)
Mas pq cá no Brasil,no outono as manhas são frias,os dias ensolarados e as noites frescas.

ADORO essa mistura de temperos rs
carinho

jefhcardoso disse...

Olá Antônio! Esta semana estou divulgando uma “nova” postagem. Trata-se de um conto; que na verdade vem a ser uma reedição de meu blog. Sua postagem original ocorreu em 13.02.09; sendo esta a minha terceira postagem no blog. Naquela ocasião este texto não recebeu nenhum comentário. O texto é “O Sr. e o Dr.”. Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
Um grande abraço, minha gratidão antecipada!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Graça Pereira disse...

Há duas estações do ano que eu aprecio muito: A Primavera e o Outono.
A Primavera porque vence o Inverno e o Outono porque guarda todo o calor do Verão! São estas cores quentes, vibrantes que estão na tua tela que reproduzem vida, força que ainda há para viver. Adorei!
Beijo
Graça

Anne M. Moor disse...

António

Me lembrei tanto de ti ontem!!! Passeando e conhecendo a praia de Genovese aqui na Espanha... os campos ao lado da estrada cheios de papoulas no meio da grama... tão lindo!

Beijos floridos :-)
Anne

Udi disse...

António,
um dia destes, começo a ter netos ;)
bjs outonais do hemisfério sul

A.Tapadinhas disse...

Denise: A maneira como descreve o Outono na sua região, faz-me desejar estar aí...

Eu também gosto desses "temperos"...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

jefhcardoso: Vou passar para ler a prosa do amigo...

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Graça Pereira: Quem gosta de qualquer coisa é capaz de encontrar as melhores razões para justificar o seu amor...

Neste caso cada um tem as suas razões... mas todas elas são boas, quando conduzem a um bom resultado!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Sinto-me muito lisongeado por estar associado a cores tão lindas como as que descreves!

Julgava que já tivesses regressado ao Brasil! Não me perguntes porquê!

Beijo ibérico (1.º)
rsrsrs
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: Não é possível para uma menina tão jovem!!!!

Beijos primaveris,
António

Dóris disse...

Antonio! Sua obra é linda, parabéns. Sou uma amante das artes.
Obrigada por visitar e seguir meu humilde blog.

Abraço e beijo terno.

Lídia Borges disse...

Belíssima a tela e belíssimas as cores utilizadas na palavra escrita.

L.B.

A.Tapadinhas disse...

Dóris: Quem gosta de Arte tem de ser uma pessoa especial...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Lídia Borges: Obrigado!

Bom fim-de-semana!

Beijo,
António

patricia disse...

los colores del otoño son maravillosos, aunque es verdad que todo en la naturaleza es magnífico!
excelentes imágenes, un placer pasar por aquí.
saludos.

A.Tapadinhas disse...

Patricia: Obrigado pela visita e pelas palavras amáveis!

Volta sempre!

Saludos!

António

Isabel Moreira Rego disse...

Outono. Estação, onde as cores se confundem. As folhas caducas aquecem a terra. Os aromas se misturam e o poeta respira arte.
Parabéns!!!