quarta-feira, 30 de abril de 2008

AFRODITE




Afrodite, feiticeira do amor
Óleo sobre tela 120x120cm

Afrodite era uma das dez obras da exposição, a que me referi quando apresentei Vénus.
Na altura, disse que os modelos são banhados por uma luz forte, com cores vivas e quentes, que, se em alguns casos, quase os ocultam, serve sempre para evidenciar a sua beleza e sensualidade. E continuo a pensar assim, porque a pintura deve fazer-nos sonhar com um mundo melhor, mais harmonioso, mais sedutor.

Esta é talvez a deusa mais representada pela arte, quer sob o seu nome grego, quer sob o romano, Vénus. Para além dos nomes, também o seu nascimento causa alguma confusão: para uns, é uma deusa ancestral que nasceu da espuma do mar fertilizado por Urano, o deus do grego do céu. Digamos que esta é a versão softcore. O quadro mais conhecido é “O Nascimento de Vénus”, pintado por Sandro Botticelli em 1482, que se encontra exposto na Galeria dos Uffizi em Florença, em que se vê Vénus emergindo de uma concha, nua, como se impõe, para simbolizar o nascimento da beleza. Noutra versão, ela é a jovem filha de Zeus e Dione, fruto dum amor terreno, com paixão e sexo, ou seja, a versão hardcore. Diz-se que o seu pai, irritado com a sua beleza e a sua vida de prazeres carnais, a casou com Hefesto para ver se ela ganhava juízo. Mal avisado, o marido ainda a tornou mais irresistível, quando lhe ofereceu as mais belas jóias, de tal maneira que a nossa deusa teve filhos de Ares, Dionísio, Hermes e um etc bastante grande que inclui alguns felizes mortais, como o belo Adónis.
Eu não tive nada a ver com o assunto: meu nome é António!

24 comentários:

Isabel disse...

Me encantan esos colores, cálidos y sensuales. Colores de fuego, pintura de trazo curvado y agradable. Hermoso, Antonio, un beso.
http://senderosintrincados.blogspot.com

Sibyla disse...

Afrodita, como diosa del Amor!

Precioso cuadro, que como dice Isabel, contiene unos bellos colores,
que me recuerdan a los colores de la Tierra y del Otoño...

Como siempre disfrutando de tu arte, aprevecho para mandarte un fuerte abrazo!:)

Anne M. Moor disse...

Afrodite aqui pintada com beleza e amor. O movimento das cores e corpo que se apresenta no quadro bem parecem o movimento das chamas do lume da música bel - lís - si - ma... Feiticeira... Sedução pura.
Parabéns António e obrigada Mestre, por mais essa obra de arte.

ANA disse...

Qué pasa estos días de primavera que están todos los dioses del Olimpo revolucinados? Hay mitología por todas partes, en varios blogs de los que visito.
"La primavera", por cierto, otro cuadro de Botticelli, Renacimiento.
Precioso cuadro Antonio, un beso.
ana

Passar o Azul disse...

O feitiço do amor é assim mesmo: tudo a arder, corações dentro de corações, divinas formas, como diz a pintura.

Linda a música, quente as cores, deliciosas as palavras. Tudo certo.

Devo ainda confessar que não me lembro de mim tão recuado no tempo, mas não direi que não tive nada a ver com o assunto: meu nome é Luís.

Jorge Lemos disse...

Pela falta de amor a Cia. Telefônica me deixa mudo.
Vim só lhe dar um abraço.

A.Tapadinhas disse...

Isabel: Cálida e sensual, curvas agradáveis, alma de fogo: estás a falar das deusas que permanecem na terra... apesar dos homens. :)
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Sibyla: Estas cores induzem uma sensação de calor e paz, recordam a mãe-terra, um apelo sincrético a que somos muito sensíveis.
Abrazo cariñoso.

A.Tapadinhas disse...

Anne: As minhas musas inspiradoras estão muito activas ultimamente! Tenho a felicidade de me manter atento para não deixar escapar as oportunidades que aparecem...
Beijo com feitiço.
António

A.Tapadinhas disse...

Ana: Curiosamente, com esse quadro que referes, também há a mesma aproximação entre deusas gregas e romanas: o centro do quadro é dominado por Flora, a deusa romana da Primavera, mas a seu lado está Clóris, a deusa com a mesma especialidade entre os gregos...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Luís: Razão para te condenar arranja-se sempre! Lembra-te da fábula do Lobo e do Cordeiro.
"Não foi teu irmão? Foi o teu pai
ou senão foi teu avô.
Disse o lobo carniceiro.
E ao carneiro devorou."
Onde a lei não existe, ao que parece,
a razão do mais forte prevalece.
Mas nós acreditamos na força da razão, não é amigo?
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Jorge Lemos: Tinha notado a sua falta, amigo!
Eu avisei: não deite fora seus tambores...
Abraço.
António

Fermina Daza disse...

Querido António, este lienzo está cargado de sensualidad, las formas suaves y redondeadas, los colores cálidos y brillantes, la textura turgente y delicada conmo labios de bocas ávidas de besos, representa muy bien a la diosa del amor en su sentido más carnal. Un buen anuncio de la primavera y de la vida que florece pues eso se me antoja a mi tu "Afrodita", el florecimiento de los sentidos, que salen del largo invierno para quedarse a flor de piel.

Cálidos y primaverales besos

A.Tapadinhas disse...

Irene: Num comentário anterior, já foi notado, o aparecimento em diversos blogues de referências à Primavera, até ao quadro com este nome, de Sandro Botticelli. Nesta pintura sobre madeira, está representada Vénus, para os gregos Afrodite, e Flora a deusa do desabrochar das flores na Primavera. Todos nós somos influenciados pelas estações do ano: na Primavera o amor paira no ar...
Beijos primaveris.
António

Pena disse...

Brilhante Amigo:
As cores quentes e vivas harmonizam o sentir da Arte majistral de um pintor traduzida num quadro magnífico. A sensual e bela Afrodite, a romana e conhecida Vénus, tantas vezes retratada por pintores, escritores e artistas em geral. A procura do amor e da perfeição insatisfeita e sempre ambicionada.
"Softcore" ou "hardore" na sua génese subsiste na mente dos iluminados. Eternamente e profundamente.
A "Feiticeira do Amor" está perfeitamente representada aqui.
Presente e visível sem equívocos por ser muito bela e admirável.
Gostei muito da sua explicação e da sua forma de conceber a arte sentida que faz.
Parabéns sinceros.
Sempre a tê-lo na maior estima e respeito.
Abraço


pena

OBRIGADO pela simpática visita.
É sempre uma honra recebê-lo.

Paulo Sempre disse...

"(..)Quero gastar o pouco tempo que me falta para viver(...)"

Então viva.. !!!
Abraço

vittorio disse...

Um blog que é uma obra, diria uma galeria de gratas surpresas.
Belissimas escolhas
abraços saudosos de Vinhedo

A.Tapadinhas disse...

Pena: As suas palavras são, mais uma vez, um estímulo para continuar esta comunicação com as pessoas interessadas e sensíveis, que fazem o favor de me visitar. Como sempre, a sua fica gravada de uma maneira especial.
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Paulo Sempre: É isso que tenho feito, sempre com a ajuda dos meus amigos!
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Vittorio: Bem-vindo! Já tinha sentido a falta do seu "bouquet", nas minhas páginas...
Abraço, amigo.
António

Anne M. Moor disse...

António:
Sumiste! Nos braços da Afrodite???? :-)
Beijos

A.Tapadinhas disse...

Anne: Não, não sumi! Deixei de lado alguns crompromissos que me cairam em cima ao mesmo tempo. A ida ao Algarve no fim-de-semana, também não ajudou a pôr a escrita em dia... Tenho de arranjar maneira de fazer o que gosto sem stress... Planear, para furar, percebes?
Beijo.
António

Anne M. Moor disse...

Percebo :-)
Beijos de sol

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,