segunda-feira, 27 de abril de 2009

À PROCURA DE ROBIN DOS BOSQUES


Bosque de Bétulas
Técnica mista sobre tela colada em contraplacado 30x20cm

Comemorou-se recentemente o “Dia Mundial da Árvore”, que teve lugar pela primeira vez no estado norte-americano do Nebraska, em 1872, por iniciativa de John Stirling Morton, que conseguiu convencer toda a população a dedicar um dia no ano à plantação de árvores.
Quando fiz a postagem de “Floresta Maravilhosa”, lembrei-me desse dia e também deste bosque que, até agora, nunca mais cresceu.
No ano em que vi os quadros de paisagens de Klimt, resolvi iniciar uma série com florestas. Antes da sua execução em grande formato, pensei fazer uma experiência sobre um suporte rígido, para evitar o indesejado craclé. Por isso, este quadro foi pintado a óleo sobre tela colada em contraplacado. Para criar diversos tipos de texturas, adicionei areia à tinta e colei pequenos ramos de árvores, para melhorar o efeito tridimensional.
Só falhou um pequeno pormenor: ainda não encontrei o produto certo para fazer crescer este bosque…

64 comentários:

Amanda Arthur disse...

Talento?
Acho que você o produto de sobra aí, hein?!
Um pouco diferente do seu estilo, não?!
Abraço,
Amanda

€_r_i_K disse...

Los Azules así en el bosque son los que más me han llamado la atención...
Ah, seguro que en la imaginación crece....


Abrazos.....

marisa disse...

oh..precioso colorido antonio, juntaste la naturaleza con mi color el azul

Udi disse...

Bem, não sei a qual Robin se refere no título mas (santa ignorância, Batman!) além disso, também não sei o que seria craclé... e também não me ocorre o nome que se dá a essas "misturas" que alguns pintores utilizam para dar textura (afffe!). Mas isso não tem a menor importância porque o quadro é lindíssimo! (e de dimensões muito pequenas... eu diria delicadas, bem fora do padrão de medidas habitual, não é?).
Falta nada não pro bosque crescer... eu ouço o som do bosque, ele tá vivíssimo!

mariam disse...

António,

o bosque crescerá de cada vez que alguém o contemple com o olhar da alma! acredite :)

acabou agora mesmo de crescer um bocadinho :)

um grande abraço e o meu sorriso :)
mariam

alicia susana baigorria ligorred disse...

pintar la palabra, escribir la pintura...sin duda en este blog, la consigna del tìtulo se logra perfectamente. siempre te leo. gracias por publicar lo que a otros edifica en lo artìstico, lo espiritual, lo personal. Alicia.

Anne M. Moor disse...

É só ter paciência a espera das sementes no chão entre essas árvores começarem a crescer... :-)

Beijos folheados (novo) :-)

A.Tapadinhas disse...

Amanda Arthur: Eu utilizo, consoante o tema e a inspiração do momento, diferentes estilos de pintura; no entanto, há uma coisa que espero: que a minha pintura possa ser reconhecida sem olhar para a assinatura...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

€riK: Mergulha nesse azul... é uma cor óptima para inspirar poetas...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Marisa: Continuando a resposta a €riK, posso dizer-te que também é uma cor inspiradora para mulheres apaixonadas...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: A procura de Robin é como a demanda provocada pela lenda do Graal, o Cálice Sagrado em que Jesus teria bebido na Última Ceia. Serve para nos conduzir a objectivos que nos elevam espiritualmente.
Pinturas estaladas que vemos em alguns quadros antigos têm esse efeito "craclé". Essas rachas aparecem porque as primeiras camadas de tinta foram diluídas com óleo de linhaça (gordo), aumentando a sua gordura natural e aumentando o tempo necessário para a secagem. Se, nas camadas seguintes, para abreviar a secagem, se adicionar essência de terebintina (magro), estas vão secar mais depressa do que as que estão por baixo. Com a secagem desta tinta ela vai contrair e fazer rachar as camadas superiores (affe!).
Podemos concluir que na pintura não pode ser como no amor, em que qualquer posição serve. Tem de ser gordo sobre magro. Magro sobre gordo, racha!
:)
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Mariam: Tem toda a razão! A Arte não se mede em metros quadrados! O se padrão de medida ainda não foi inventado!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Alicia... Vindas de ti, com a tua sensibilidade de artista emérita, essas palavras são para mim de grande estímulo.
Gracias!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Quem espera desespera! Deve ser melhor eu meter mãos à obra!
Mas... o céu está tão azul e a temperatura tão cálida... Acho que vou dar um passeio!
:)
Beijo.
António

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Lindo!
Suas obras me encantam.
Apareça.
Uma boa semana para você.
beijosssssssssssssss

A.Tapadinhas disse...

MARTHA: Agradeço o seu convite... e vou aproveitar!
Beijo.
António

Princesa disse...

Bonito blog
bonitas pinturs um artista
tem que ser uma boa alma
um beijo

mundo azul disse...

________________________________


Um belo trabalho!

Gosto da predominância do azul...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

_________________________________

Udi disse...

Nooossa, António! Magnífica explicação! Lerdinha, lerdinha mas entendi tudim! ...e ainda uma analogia que é prá não esquecer nunca mais o que vai embaixo e o que vai em cima (...risos!)... você e o Flavio juntos aí, como se diz aqui na terrinha: não vai prestar!
:)
bjs

Udi disse...

Robin... uma metáfora como na letra (posterior à música) de Stella by Starlight

A.Tapadinhas disse...

Princesa: Fiquei sentindo-me um príncipe encantado... Agradeço as palavras de S. Majestade...
Beijo.
:)
António

A.Tapadinhas disse...

mundo azul: Tinha de ser: a cor azul ilumina os teus olhos e o teu coração.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: 1 e 2
A minha intenção primordial, quando iniciei o meu blogue, foi de demonstrar que todos podem apreciar Arte, pintura, neste caso, sem necessidade de tirar um curso superior; de demonstrar que o gosto comum serve para apreciar e criticar qualquer obra, nem que seja com o "porque sim"!
Claro que esta intenção, mais ou menos paroquial, já está um pouco ultrapassada, dada a dimensão dos contactos dos irmãos brasileiros, espanhóis, argentinos... enfim, de toda a aldeia bloguenígena. Vocês são demais!
Beijão.
António

Isabel disse...

La vida se abre paso, hasta en los bosques azules. Crecerán las hojas y darán una hermosa sombra de colores. Besos.
http://senderosintrincados.blogspot.com

Avassaladora disse...

Antonio, o tal cavaleiro serviu para alguma coisa...rs

Já é o feitiço fazendo efeito!
Já estamos aqui a tentar clarear uma situação que cada vez mais se complica!

Seu lema deve ser:
" Se podemos complicar, para que simplificar..." rs

Depois que o rm e a Udi me enlouqueceram com o tal cavaleiro, aí chega vc e diz que o cavalo é que está virado????????????????

Quando li seu comentário, não resisiti e soltei uma boa gargalha, e aqui no escritório... Me pediram para contar a piada...rs

Esse feitiço tá é brabo! rs

Bem, meu amigo!

Obrigada pelo carinho. Estive lendo seu post, e claro, apreciando sua tela...
Lindo os dois!

E quanto ao produto, o amor é o único que opera milagres!
E esse já percebi que vc tem de sobre...
Assim, deixe que as sementes germinem...

A aula que deste pra Udi valeu!
Até eu saio daqui sabendo mais sobre pinturas...

E um pouquinho sobre gordo/magro por baixo/por cima...rsrsrsrs



Beijos avassaladores!

Francisco disse...

António.
Obrigado pela visita. Espero que volte sempre.
O bosque já está crescendo! Olhando bem a tela, consigo ver o Robin dos Bosques (Robin Hood aqui no Brasil), passando à cavalo por entre as árvores!!
Seu blogue é um maravilhoso Curso de Artes Plásticas. Parabéns!
Um abraço.
Francisco

A.Tapadinhas disse...

Isabel: As sombras coloridas foram os pintores que as inventaram...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: Serviu para quebrar o gelo... mas pelos vistos não quebrou a confusão!
O complicómetro foi instalado e vai ficar.

Não me disse a reacção dos colegas quando contou a história. Espero que o feitiço se tenha mantido.

As minhas florestas germinam com um adubo especial: com o amor dos amigos...

Sobre pintura, a minha certeza que lhe poderei ensinar algo, é igual à de que tenho muito para aprender sobre posições de magro/gordo e vice-versa...

Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Francisco: É bom encontrar coisas novas nas obras que apreciamos. Algumas vezes, ajudam o próprio autor a descobrir ângulos novos e inesperados...
Não pretende ser um curso, mas se puder ajudar a abrir horizontes, melhor...
Grande abraço.
António

Avassaladora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Avassaladora disse...

Antonio, que bom ver como tb se interage...
Isso acaba sendo uma maneira da gente bnater um papom informal com amigos e candidatos a amisgos...rsrsrsrrs
o rm é meio resistente...rsrsrs e já lançou outra dúvida...

Udi sumiu, acho que foi socorrer o Flávio, que corre sério risco lá pelas bandas do Caribe...rs

Quanto a apredender... sou aluna aplicadíssima...rsrrs
E vc? Será que é?
Se for, a professora entrará en ação! rsrsrsrsrrs


Amigo, bom dia !
Já disso pro rm que a gente precisa brincar um pouco, senão os problemas do dia a dia nos engole...
Fora a crise mundial, a guerra no Iraque, a gripe suina, e o Lula por aqui...

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: É uma característica deste relacionamento que se vai tendo na blogaldeia: com o tempo, dá-nos a ideia (verdadeira) que conhecemos melhor as pessoas com quem falamos do outro lado do computador, do que algumas com quem contactamos no real. Deve ser porque as pessoas têm menos pudor de se despir (a alma:) aqui, do que cara a cara...

Que é isso menina? Está a abusar da minha provecta idade...

A tudo isso pode juntar o sol, a praia, a cerveja geladinha, o camarão, um papo gostoso, a visita a uma exposição, a ida ao cinema (Gran Torino - Clint Eastwood, sem pipocas!) e outras chatices semelhantes... para combater as que mencionou...

Estou a ter um bom dia: é para isso que servem os amigos!
Beijo.
António

Avassaladora disse...

Nem pensar em abusar da sua provecta idade...rsrsrs

A gente se despe mesmo por aqui...rs
É que há uma interatividade que realmente não acontece no nosso cotidiano...
Um caso interessante...rs


Beijos!

rm disse...

Linda pintura, ótimo post e ainda melhores comentários... Parabéns!

Sobre a pintura e, mais precisamente a textura, incrível a diferença de perspectiva com as imagens pequena e depois ampliada.

Viu, Udi? Magra sobre gordo pode rachar (rachar o que, heim? rss).

Ava, sou muito resistente: nunca racho! rss

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: Noto que os beijos já não são avassaladores... Não sei como interpretar... Ao vivo, dava para interpretar a expressão corporal... Não sei, não...
Beijo.

A.Tapadinhas disse...

rm: Há uma coisa que me irrita nas exposições: tem sempre um cara que gosta de apreciar a textura, apalpando... Falo (verbo falar:) da tela...

Ainda bem amigo: homem com racha não dá...

A sério: apreciei o bom humor e as palavras elogiosas. Obrigado.
Abração.
António

Nanda Botelho disse...

Vim agradecer a visita, o comentário e por ter se tornado seguidor!

Gostei da pintura das árvores!

Sabe que também gosto mais de mim hoje do que de ontem?

Vc não disse quais eram os filmes da sua vida! Eu já sei que não é Branca de Neve e A Lagoa Azul...

Um abraço! Espero que volte sempre!

Avassaladora disse...

rsrsrsrs

Esse rm não é fácil...
Que bom que é resitente...
Quem sabe um test drive?...rsrs

Antonio, distancia impede tanta coisa...rrsrs


Beijo avassaladoramente avassalador!

A.Tapadinhas disse...

Nanda Botelho: Tudo isso foi feito com muito prazer.

Espero que amanhã, ainda goste mais de si: é sinal que gosta mais do seu próximo...

Se tiver de nomear só um: Citizen Kane, de Orson Wells.

Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: Test drive? Não precisa! Vou dizer, só para si, mas promete não contar a ninguém, valeu?
Sabe aquela história do homem cheio de força, como é que ele se chamava? Deixa pra lá! Ele estava a dormir e Dalila pegou na tesoura...
Esse beijo... peso na consciência, é?!
Beijo leve.
António

Avassaladora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Avassaladora disse...

Rsrsrs
Vc me deu uma boa idéia...
Vou postar uma música lá pra ele...rsrsrs
Da Ivete Sangalo... Está estourada nas paradas por aqui...rsrsrs

O beijo leve é para contrapor o avassalador? rsrss

Né consciência pesada não...
É paixão mesmo! rsrsrsrs


Beijos avassaladores!

tertulías disse...

Falando dos bosques... lindo, lindo este trabalho!!!!!!!!!

rm disse...

Tapadinhas,
os elogios são sinceros e o fã clube que você vem formando suportam minha tese.

Ava,
ôpa, sou chegado num test-drive, menina! Tá certo que tô meio usadinho mas acho que ainda dá pro gasto... rss

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: De Ivete lembro-me de "Quando a chuva passar" - não deve ser esta: passa a chuva, vem o sol, e depois?! - e a outra "Se eu não te amasse tanto assim"... Esta promete!
Ora! Ora! De promessas está o Inferno cheio...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

tertulias: Ficar deitado sobre o tapete de folhas a olhar o céu azul, e o sol filtrado pelas ramadas mais altas... e se tivermos sorte, ouvir o canto dos pássaros... e tudo sem pagar...
O céu é o limite!
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

rm: Não me atrevo a discutir consigo... pelo menos enquanto não aparecer de cabelo cortado à tesourada!
:)
Abraço.
António

PS. Não acredites Ava: isso é propaganda barata!

Avassaladora disse...

Antonio, a música da Ivete é outra...
Dentro do contexto da tal força nos cabelos...rsrsrs
Por isso postei ela para o rm....rs

Tá aí o link:
Vale a pena conferir!

http://www.youtube.com/watch?v=hEN1tJz0-6U

É uma música dançante. Estourou no carnaval e continua até hoje.

Quando a Chuva Passar é romantica.. Linda demais!


Beijos avassaladores!

Udi disse...

Geeeentes! Jamais imaginei que esse espaço de comentários do António pudesse chegar a esse deleite! ...e eu lá dizendo o quanto aqui é acolhedor, didático, etc e tal, enquanto vocês aqui... soltando o verbo! (principalmente o "falar")
beijos ao outro trio elétrico (é por isso que apareceu Ivete?): António, Ava, Érre. Sou mais Cae: atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu.

António, passei por aqui prá "roubar" o link do Outono que ilustrará a postagem Zen final.
bjs

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: Já estive a ouvir e não consigo parar de daar saaltooss aqui na na ca cadeira ra!!!! Para mim, não é Cadê Dalila, é mais onde está o botão de desligaaar!?

Bebeijoo!
An....o

A.Tapadinhas disse...

Udi: É mesmo! Os meninos à solta porque amanhã é feriado!

O teu Comboio Zen pode parar em todas as estações... e eu quero embarcar nele!
Beijo.
António

Avassaladora disse...

Ai, anotnio, vc consegui me fazer ficar aqui rindo sozinha....

Cadê o botão de desligar é ótimo...rsrsrsrs

Por isso postei a letra pro rm, senão ele não ia ouvir...rsrsr

Bem, mas Dalila tá a caminho..rs


Essa é só pra quem vai atrás do trio elétrico... como diz a Udi...rs


Beijos avassaladores!

Anne M. Moor disse...

António,
Aceitei o desafio teu e do rm... Vai lá ver no Life... Living...

Ainda não descobriste como fazer os bosque crescerem, mas os comentários... ah esses simmmmmmm...

Beijos dançantes

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: Pode rir! Não paga taxa! Pode-se esconder dentro de nós e soltá-lo para brincar com os amigos...

Arranja uma Dalila com um tesoura pequenina, para o nosso RM continuar apresentável...

Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Na Primavera tudo cresce, também a nossa capacidade de comunicar e fazer amigos...

Mas, que estou aqui a fazer? Estou cheio de curiosidade para ver o que está a acontecer em tua casa!

Beijo apressado.
António

Sibyla disse...

Me encanta esa manera tan pictórica y peculiar que tienes de hacer crecer los bosques!!!

Precioso cuadro, me recuerda a unos que pintó Monet y Chagall.

Besos, querido amigo Antonio; que pases un feliz puente de días festivos:)

Avassaladora disse...

Antonio, já pédi perdão lá no blog da Anne, sobre chamar sua pintura de gravura...
Erro imperdoável!

E peço aqui novamente... Me perdoa???

Amigo querido, pode ter certeza que esses ultimos dias foi uma delícia essas sbrincadeiras por aqui... A gente se desliga um pouco dos problemas que estão a pipocar por todo lado...

Vouestar ausente até domingo .
Vou Cavalgar um pouco, em um cavalo que não esteja enfeitiçado...rsrsrs

Quanto ao RM, estou escolhendo a tesoura...
Afinal não podemos estragar o moço...rsrsrsrs


Beijos avassaladores!


PS: Semana que vem, vou fazer uma expedição de conhecimento em seu blog! prometo!!!
Para não cometer outra gafe imperdoável..rs

OUTONO disse...

Vá lá António...não sejas modesto.

A tua criatividade...é um excelente multiplicador de vivências e olhares. Parabéns, por mais um encontro com a natureza...e obrigado pela lição de pintura...tão simples e eficiente!

Abraço.

A.Tapadinhas disse...

Sibyla: Deixas-me sempre orgulhoso das referências que fazes a grandes mestres da pintura, por associação com os meus trabalhos...

Agradeço-te por isso e desejo-te igualmente um bom-fim-de-semana.

Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora: Não tem que pedir desculpa! Sério!

Se realmente quiser fazer essa peregrinação, não a faça toda de uma vez! É capaz de ser uma dose muito forte! Vá tomando em pequenas doses - lembrei-me, não sei porquê, do óleo de fígado de bacalhau, argh!, que sabe mal, mas faz bem!

Cuidado com os cavalos enfeitiçados!

Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

OUTONO: É verdade que fiquei muito feliz com a aceitação das despretenciosas explicações que dei...

As tuas palavras são a medida da minha satisfação.
Bom fim-de-semana.
António

Toñi disse...

Hermosa pintura. Me gustan los árboles y el tono azul de la pintura. Has tocado tres elementos que me fascinan: pintura, árbol y azul.

Besos.

Toñi disse...

Hermosa pintura. Me gustan los árboles y el tono azul de la pintura. Has tocado tres elementos que me fascinan: pintura, árbol y azul.

Besos.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,