sábado, 25 de fevereiro de 2012

A MINHA CASA E OS QUADROS II


2 Hall
É considerado o cartão-de-visita de qualquer casa. A minha não foge à regra: o hall de entrada tem um jardim interior com luz natural directa. O jardim, nesta altura, não está famoso, mas ao fundo vê-se o meu quadro”Floresta Maravilhosa”, acrílico sobre tela 50x70 cm. Com ele e a sua floresta, já fico feliz!






Disse sobre a obra em 14 de Abril de 2009:




Floresta Maravilhosa

Não sabia se estava a acordar para o sonho ou para a vida. Aquela escuridão das últimas longas horas (dias?) estava a transformar-se, lentamente, numa vereda de floresta com os tons laranja de um fogo distante que destruía o escuro e deixava adivinhar o caminho da luz. Penosamente, começou a mover-se na sua direcção. Na cabeça (ou na floresta?) ressoavam vozes que o chamavam na direcção oposta, com propósitos que não queria considerar. À medida que tomava consciência de que a luz estava cada vez mais próxima, os seus passos ganhavam maior vigor e sentia, melhor, sabia que o fim das suas provações era uma realidade. Esta certeza deixava-o com um sorriso de felicidade que queria conservar para o resto da sua vida…

Esta obra foi executada numa manhã em que acordei depois de um sonho de que retive esta imagem. Os pormenores da floresta estavam de tal maneira gravados no meu espírito que o pincel e as tintas pareciam ter vida própria…
Este quadro é de 1996. No dia 10 de Junho de 2008, descobri onde existia esta floresta e percorri a vereda representada no meu quadro, para chegar a uma quinta, onde ia comprar um vinho especial. Já estiveram pela primeira vez num local em que ficam com a sensação de o já ter visitado? Já? A mim também me aconteceu, mas nunca como naquele dia!
Aquele local, situado nas faldas da Serra da Arrábida, tem uma beleza impressionante. A pequena queda de água, a ponte e a sua vegetação luxuriante continuam a esperar por mim…
Esta Quinta está cheia de referências ao Marquês de Pombal, à Ordem de Santiago, às navegações e ao culto do Espírito Santo. A sua Capela tem um cruzeiro que apareceu nas praias de Manguellas, hoje Ajuda, vindo não se sabe de onde, com tão ricos lavores que, diz a lenda, só pode ter sido executado por Anjos…
O Cruzeiro pode não ter sido feito por Anjos, mas o resto não sei, não…

6 comentários:

Isabel disse...

O quadro parece muito bonito, pena não se ver mais de perto.
Essa sensação de viver lugares ou momentos que parece que já se viveram, já me aconteceu.
Um abraço

Flor de Jasmim disse...

A.Tapadinhas
Nesta altura é dificil os jardins estarem floridos, mesmo assim está lindo!
O quadro uma floresta autêntica lindo! Está divinal tal como a beleza da Serra da Arrábida.
Quantas vezes acontece essa sensação de conhecermos um sítio onde não lembro de ter estado.

Beijinho e uma flor

Anne disse...

Estou adorando este passeio pela tua casa a ver tuas obras que falam por si só! Esta, espetacular!

beijos encantados :-)
Anne

OceanoAzul.Sonhos disse...

Nesta mescla de palavras, posso imaginar a luz da tela e senti-la muito proximo... excelente meu amigo!

beijos
cvb

OUTONO disse...

...obrigado, por me "receberes" em tua casa.
Fiquei maravilhado com o que vi...

Um abraço!

Tais Luso disse...

Adorei o que vi aqui no seu apartamento, os quadros. Nesta vida, ou se faz o que gosta, se vive em paz, ou vivemos infelizes com opiniões alheias que pouco servem.
Continue a pintar, faz bem à alma e ao espírito!
bjs
Tais Luso