quarta-feira, 11 de maio de 2011

SEM MARGENS NA BLOGALDEIA V


Entrada Autor António Tapadinhas
Óleo sobre Tela 100x100cm

Numa postagem anterior, apresentei o quadro, “Cozinha Alentejana”, que mostra o interior de uma habitação. A entrada para esse local de delícias tem também uma beleza especial, que só as coisas simples conseguem transmitir.
Na execução desta tela, misturei areia na tinta de óleo, para salientar as rugosidades e textura das paredes caiadas. O ponto focal desta pintura é a porta de entrada. Tendo em atenção este princípio, escureci um pouco a porta de madeira de carvalho, para, sem perder força, a distanciar da buganvília e da parede iluminada pelo sol, ganhando profundidade. Do lado direito, coloquei um vaso de sardinheiras que tem a função de atrair o olhar para esse ponto do quadro. Os troncos rústicos dão uma maravilhosa cobertura a todo o conjunto.
A porta deve estar aberta para não afastar o observador. Neste caso, garanto que está apenas encostada!
Podem entrar! Sejam bem-vindos!

Um dos comentários que obteve:

António

Deixo-te um desafio. Correndo apenas o senão...de não ser do teu agrado.
Mas, estou habituado a esses riscos. Marketing "oblige"..não é?
Nem que seja um mero exercício. Apresenta um Tela tua, com título, e sem a descrição ou brilhante narrativa como fazes.
Deixa ser o teu visitante, a descobrir ( a interrogar) a sensibilidade da tua criatividade. Depois...BUM! a Descoberta do facto.
Ah!, quanto ao quadro, se o Alentejo é um fascínio, desenhá-lo como fazes...é amor.
Um dia, numa conversa com um maestro Inglês, que (também) vive no Alentejo, deixava sair em respiração solta este comentário:
- No Alentejo, é o único sítio do Mundo, onde consigo ouvir o silêncio...
Abraço!
José Luís Outono

O desafio foi aceite! No próximo capítulo darei conta do resultado.

Hoje gostaria de chamar a atenção para este endereço do meu amigo Outono, onde está um convite para quem gosta de Livros e de Poetas.

12 comentários:

folha seca disse...

Caro A.Tapadinhas
Comentar as suas obras é um exercício complicado para um ignorante na matéria, como é o meu caso. Descobri o seu blogue graças ao Rogério Pereira (a quem devo esta e outras)e a partir daí não perco um post.
Abraço

manuela baptista disse...

gosto muito das suas pinturas, António!

a porta estava aberta...

um abraço

manuela

OUTONO disse...

António

Na primeira leitura, do teu comentário no meu - www.pretexto-classico.blogspot.com - fica-se ávido de saber qual a surpresa.
Mas aguento e, leio a tua observação...onde nem uma metáfora falta. Depois...vou até ao teu "atelier" e leio...e quedo-me sensibilizado...confesso a maresia nos olhos ecoou e fiz um compasso de espera. É neste andar da vida, que percebemos, quantas vezes que somos....amigos...que somos...respeitados...que somos não esquecidos. Obrigado, pela atitude, pela "tela amizade" que pintaste e, pela presença. Quanto ao quadro...digo como compulsivo amante das artes, que GOSTEI e, não resisti, entrei naquele "casulo" e vi o interior da tua arte e até do teu sentir, que admiro, aplaudo e respeito.
Por último um sincero obrigado pela partilha do link, referente à apresentação pública do meu novo livro, no próximo 14 de Maio/2011.
Um forte abraço é pouco para o mar de gratidão, mas é sentido!
José Luís OUTONO

Franco disse...

Ficou muito bom.
Um trabalho bem expressionista.
Abraçoss.

flor de jasmim disse...

A.Tapinhas
De facto a porta está aberta, por isso entro sempre, embora não consigo comentar como gostaria as suas obras porque não entendo de pintura, mas que gosto do que vejo gosto... e esta adorei. Também já entrei no "Pretexto Classico" apenas dei uma olhada, o tempo escasseia.
Beijo

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Adorei esta tela porque pude tocar a rugosidade da porta ao entrar, perseguida pelo cheiro da sardinheira e até apanhei algumas flores da buganvília... é uma casa portuguesa com certeza!!
Tinha estado a ver umas aguarelas de Ana Cenzato, ilustrando um livro de pensamentos e têm tb a particularidade deste"tocar, sentir, cheirar" que me faz entrar pela pintura adentro e encher a minha alma de sensações!
Obrigada, António!
beijo
Graça

Anne M. Moor disse...

António

Lembro-me muito bem dessa 'cozinha' atrás dessa porta linda. Tantos segredos e tanta motivação atrás 'dessa' porta :-)

beijo grande
Anne

Pena disse...

Prezado Amigo de Excelência António:
É um exímio confeccionador de Arte. Da mais sublime Arte.
É perfeito.
Um quadro de fascínio.
O interlocutor foi brilhante.
Abraço amigo de respeito a si e ao seu talento sublime.
Bem-Haja, pelo comentário no meu blogue que só podia ser seu, daí a minha sincera gratidão.
É um ser genial.
Sempre a admirá-lo com respeito profundo e completo.

pena

Bem-Haja, pelo ser gigante que é.
Extraordinária obra de deslumbrar.
Fantástico. Adorei.

Ava disse...

BB...

Ava disse...

Pode faltar tempo para tudo, menos para generosos bbs...rs

mariam disse...

António,

"sem margens e sem limites à imaginação".
É um gosto ver as suas criações. Parabéns :)

Fechei a caixa de comentários do http://mariasentidos.blogspot.com/(um dia destes reabro), mas continuo a visitar o 'blogobairro' e embora ande parca no comentar, não me esqueci de Si nem dos outros(as)amigos(as).

um abraço e o meu sorriso de sempre :)
mariam

manuela baptista disse...

obrigada António, pelo seu comentário no meu blogue!

inexplicavelmente apagado pelo blogger há dois dias atrás...

embora alheia a este facto, peço-lhe desculpa

um abraço

manuela