quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

AMARELO, AMARELO


Amarelo, Amarelo Autor António Tapadinhas
Óleo sobre Tela 100x100cm

Esta cor está associada à felicidade.
Ficará umbilicalmente ligada à descoberta de mim próprio como pintor, quando tomei consciência que através da pintura podia comunicar com a alma de um génio que eu admirava, mas que a exiguidade das palavras não chegavam para o que lhe queria dizer.
Em cada obra que concebo e realizo, pergunto-lhe a opinião. Por vergonha ou, talvez, nem eu sei, por modéstia, guardo comigo os seus comentários, as suas críticas…
Nesta obra, em que a sua cor preferida, cobre todo o espaço, exalto o optimismo, desfruto o seu calor, gozo a sua luz, embriago-me com o seu luxo!
Não esqueço que é nesta cor que se representa a loucura, a fúria, a morte ou o suicídio…
Poderá ser verdade, mas a verdade absoluta não existe.
Para mim, esta é a cor da felicidade.

39 comentários:

Eu, Meu Contrário e Minha Alma disse...

Em coro:

Gostamos da textura e da cor... do trigo. Maduro!

Luís Coelho disse...

E que seja feliz amigo Tapadinhas.
Com estas cores ou outras mais suaves espero que tenha o calor e o sol que nos ajudam a viver .

linda lourenço disse...

Amarelo :)Adoro

é o sol! mesmo em inverno,nas paredes
Nos quadros, tecidos ect..
Hoje em dia há sol no meu jardim,do mimosa acácia que te falei um dia que estava doente,se quiseres ver os lindos pompons amarelos é só ir no blog que conheces.
A tua pintura é linda,e são os tons que me alegre sempre!
Beijo

Anne M. Moor disse...

António

Cores que eu adoro! Lindo!

Beijos amarelos :-)

Anne

Crista disse...

Eu entendo o que sinto...
Saio daqui banhada de luz...e...de alegria,só para não repetir FELICIDADE...rsrsrsrsrs...
Admiro-te muito!

Flavio Ferrari disse...

O Sol ... a gema do ovo ... a casca da laranja pêra ... a energia da vida ...

folha seca disse...

As cores que ajudam a tornar o "cinzentão" que teimam em nos mostrar, mais colorido.
Abraço

flor de jasmim disse...

António
Um texto muito significativo, a cor,é a cor do sol, de facto é o que eu preciso mesmo é de sol, de luz, de cores, porque ando a ver tudo muito cinzento, diria mesmo que a "coisa está a ficar preta".

Beijo

A.Tapadinhas disse...

Eu, Meu Contrário e Minha Alma: O maduro é bom!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Luís Coelho: Hoje não consigo ver o sol, o nevoeiro não deixa!

Que a felicidade o acompanhe!

Abraço,
Antómnio

A.Tapadinhas disse...

Linda Lourenço: O sol é indispensável para manter o nosso astral em alta!

Agradeço o convite! Vou ver os teus pompons logo que o sol apareça...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Cor é vida; o amarelo é a cor do elixir da eterna juventude!
:)
Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Crista: Que o banho de luz te traga a felicidade que mereces!

As tuas palavras têm a cor do arco-íris...

Beijo colorido,
António

A.Tapadinhas disse...

Flavio:
Se comeres um ovo
comes o princípio
que nem sequer começa!
:)
Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

folha seca: Temos de lutar para a nossa cor prevalecer...

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

flor de jasmim: Cada um de nós tem de arranjar um filtro para ajudar a melhorar as cores do nosso mundo...

Beijo,
António

Ava disse...

António, que bom que podes ver, saber e pintar a cor da felicidade...
Porque há momentos que tudo fica negro, e aí, são tantos sentimentos, que difícil seria enumerá-los com a cor da infelicidade...

E acho eu que voce tens o dom de pintar a felicidade, a esperança, a sinceridade, a amizade, a alegria, o amor, o carinho...

Querido, falo demais as vezes, eu sei...rs
Talvez seja porque no funfo, não bem o que falar...


BB, amarelinhos...

A.Tapadinhas disse...

Ava: Senti nas tuas palavras uma tristeza, talvez angústia, que me deixou preocupado...

Gostava de estar enganado!

Goza a tua vida, não importa com que cor, o melhor que for possível...

Eu empresto-te, com alegria, as melhores cores da minha paleta!

BB
António

Pena disse...

Notável e Sublime Amigo António:
"...Nesta obra, em que a sua cor preferida, cobre todo o espaço, exalto o optimismo, desfruto o seu calor, gozo a sua luz, embriago-me com o seu luxo!
Não esqueço que é nesta cor que se representa a loucura, a fúria, a morte ou o suicídio…
Poderá ser verdade, mas a verdade absoluta não existe..."

Simplesmente, admirável e soberbo. Sem palavras para definir.
Pinta e escreve sem igual. Com magia e enternecimento plenos e intensos. Magistrais.
Divinais, texto e imagem.
Parabéns pela sua grandeza humana, extraoprdinário amigo.
Os meus sinceros parabéns. É uma honra em tê-lo como amigo.
Um amigo soberbo no ser e no sentir.
Abraço forte de respeito e imensa consideração pelo que concebe com talento e genialidade.
Sempre, mas SEMPRE a admirá-lo

pena

Bem-Haja, pela visita que adorei.
É fantástico.
Este Post é divinal. Repleto de sentimento com palavras de metáforas sublimes.
Espantoso.
Parabéns.
Adorei.

Aníbal de Sousa disse...

Tu falas frequentemente em 'pintar a palavra, escrever a pintura'. É o que faz o Daudet magistralmente. Além disso ele tem a suprema arte de simplificar as coisas. Os seus temas são os elementos mais banais e comuns que se podem imaginar. Ele sabe retirar dos textos tudo o que é dispensável. Centra-se no essencial dos seus sentimentos. Não sei se o Alphonse Daudet te poderá ajudar. Mas estou certo de que, se leres, ou releres, as 'Cartas do Meu Moinho', mesmo em português. Ou melhor, numa boa tradução, visto que ele usa muitas expressões provençais, encontrarás um bom exemplo dessa genialidade. Diz dele o crítico Daniel Augusto Gonçalves: "A arte de Daudet reside precisamente em captar os pontos essenciais - aqueles que atraiem o observador comum - eliminando tudo o que possa haver de acidental na paisagem ou no ambiente."

Graça Pereira disse...

O amarelo a é a minha côr preferida...na roupa,nas flores, nos pássaros e no céu.
Quando não há sol...compro um girassol e ponho-o na sala!
Beijo
Graça

jorge disse...

La verdad es que me encantan tu serie de dibujos predominando un color.

Este amarillo engancha los ojos y aumenta su brillo.

Yo tambien veo felicidad es este amarillo. No en todos los amarilos.

La verdad absoluta no existe, saber eso es el principio de la sabiduria.

A.Tapadinhas disse...

Pena: É minha obrigação, que eu cumpro com prazer, agradecer-lhe a sua visita e as palavras calorosas com que elogiou o meu trabalho!

Bem-haja!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Aníbal: Não li, ou não me recordo de ter lido, nada de Alphonse Daudet. Procurei no Google e vi em destaque o livro "Cartas do Meu Moinho". Vou saber se a Biblioteca da Moita o tem. Obrigado.

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Graça Pereira: Por isso és uma pessoa especialmente alegre: andas sempre acompanhada pelo Sol!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Jorge: Sobre o amarelo estamos de acordo.

Sobre a sabedoria, também!

Então, falamos de quê?

Proponho que falemos de como a vida é bela sem querelas estúpidas.
:)
Abraço,
António

Bia Franco disse...

Olá Antonio!

É um prazer tê-lo no DRAMA!

O blog "DRAMA NA WEB" trata-se de um veículo diferente. Não o criei na intenção de blogar, e sim, criar um espaço para os amantes da leitura.

Tenho publicado ali o romance "É Preciso Ver os Anjos" capítulo a capítulo, num intervalo de dias, afim de que os leitores possam acompanhar num ritmo tranquilo.

Perdoem-me se não retribuo as visitas e comentários imediatamente, mas é este mesmo meu intuito - deixá-los livres, sem nenhuma obrigatoriedade, como acontecem nas blogagens convencionais.
Sei que apreciará a leitura: risos e choros são o que me tem relatado os leitores, até então.

Trata-se, antes de tudo, de uma história dramática. Um romance envolvente que se desenrola em épocas e lugares diferentes.
Entre episódios emocionantes, o romance conta basicamente a história de pessoas cujos destinos estão presos e entrelaçados a um segredo do passado. E sem que o saibam, seus destinos tomam rumos totalmente inesperados.
E o desfecho não poderia ser outro, se não, surpreendente.
Crime, mistério, segredos, injustiças, egoísmo, humanismo, são apenas alguns dos ingredientes que compõem este romance. Porém, temperados com muita paixão!

Para um melhor aproveitamento, sugiro que leia desde o primeiro capítulo do primeiro livro, todos já publicados, pois são uma sequência.

Um grande abraço e boa leitura!
Bia Franco

A.Tapadinhas disse...

Bia Franco: Fiquei curioso e vou fazer o que aconselha.

Desde já, agradeço a gentileza da visita, explicando o que é o "Drama na Web".

Abraço,
António

sonia disse...

Para mim também. Minha cor predileta é o amarelo.Basta eu ver um pé de acácia imperial para que minha alma se encha de alegria.

Fê-blue bird disse...

Meu amigo.
Adoro as cores quentes, vibrantes, fazem-me lembrar as searas maduras, as planícies, o Sol a alegria!
E tanto que precisamos de ALEGRIA!
Beijinhos

Pena disse...

Sublime e Genial Amigo António:
Um extraordinário óleo sobre tela de fascínio.
"...Nesta obra, em que a sua cor preferida, cobre todo o espaço, exalto o optimismo, desfruto o seu calor, gozo a sua luz, embriago-me com o seu luxo!..."

Olhe, admirável amigo eu embriago-me com o seu talento enorme e fabuloso. Perfeito.
Adorei. Magistral numa pessoa magistral, VOCÊ!
Abraço amigo forte pela honra da sua ímpar amizade.
Com respeito pelo seu talento gigantesco.
Sempre a admirá-lo. É fabuloso.

pena

MUITO OBRIGADO pela simpática visita que me deixou sem fala.
É uma honra ser seu amigo.
É fabuloso.
Fico-lhe grato.
Bem-Haja, amigo.

Beatriz disse...

amarelo....
... amarelo.

Carmo disse...

Gosto muito do amarelo.
Adoro as flores amarelas do campo.

Um abraço

Boa semana

A.Tapadinhas disse...

Sonia: O amarelo contém a luz do sol...

e aquece-nos a alma!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Fê-blue bird: Em qualquer altura a alegria é uma boa companheira...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Pena: É sempre um prazer redobrado a sua visita! Por ela mesma, e também pelas palavras que a acompanham!

Bem-haja!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Beatriz: Belo!

Belo!!!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Carmo: Confesse que também gosta das encarnadas...

...talvez das papoilas?!

Beijo,
António

Benó disse...

Se para si, o amarelo é a cor da felicidade para mim, ela representa a alegria a exaltação da vida.
Gosto de ler os textos com que acompanha os seus trabalhos.
Tenha uma boa semana.