segunda-feira, 20 de setembro de 2010

VELHARIAS


Antigo Cais da Moita Acrílico sobre Tela 30x40cm
(clique sobre imagem)

Este quadro mostra a degradação do cais palafítico que foi, entretanto, substituído por um mais moderno e funcional e, acrescento eu, menos atraente, esteticamente.
Bem perto deste, na freguesia do Rosário, existe outro cais de estacas que está vedado por causa do perigo que representa para quem o utiliza. Receio que siga o destino deste, quero dizer, a continuidade da sua degradação até se tornar impossível a sua recuperação, à semelhança do que acontece com os edifícios antigos nas zonas nobres das cidades.
Depois de concluir esta obra, senti que se fechava este ciclo.
Não sei o que se seguirá.
Alguma sugestão?

58 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Antônio, amado!
Artista como vc não fica sem inspiração...mas já que pedes sugestão deixo a minha: FEMININO! Talvez vai ter que dar um passeio pela psicanálise...talvez não...
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Pena disse...

Admirável Amigo:
Perfeito e cromático como se deseja, digno de bom-gosto e requinte, este Antigo Cais da Moita Acrílico sobre Tela 30x40cm.
Parabéns sinceros.
Abraço amigo ao seu sublime poder criativo de arte divinal e perfeita.
Sempre a admirá-lo.
No constante respeito pela grandeza da sua Obra pictórica.

pena

Excelente!
Bem-Haja, gigantesco amigo.

jorge disse...

¿Ya has patentado tus azules?

Me encantan cada vez que dominan una de tus obras.

Se degradan porque ya no son utiles.

La utilidad es el principio de los mercantilistas.

Nanda Assis disse...

lindissimo.

bjosss...

GINEBRA disse...

Este acrílico es precioso, el color tan llamativo lo inunda todo...
Bueno, habría que discutir entre estética y funcionalidad en ciertas construcciones...
Besos

A.Tapadinhas disse...

Rê: Uma sugestão que tem todo o sentido: As coisas belas são as mais inspiradoras!

Há uns anos, no Dia Internacional da Mulher, inaugurei uma exposição só com figuras femininas. Correu bem! Todas as telas foram
vendidas!
:)
Já não falta muito. É no dia 8 de Março. Tinha de começar a arranjar modelos, sem perda de tempo...

Obrigado pela ideia!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Pena: As suas palavras são sempre bem-vindas! Têm um efeito encorajador, para quem às vezes se interroga se vale a pena continuar.

Um grande obrigado!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Jorge: Claro que não! Se os patenteasse, talvez perdessem a naturalidade e, talvez, a frescura!

Temos de decretar a estética como um princípio comercializável...
:)
Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Nanda Assis: Para agradecer a visita e mandar-te um beijo!

António

A.Tapadinhas disse...

GINEBRA: A cor azul tem todos os cambiantes entre o sonho e realidade...

O ideal seria conciliar os dois vectores! Se calhar, não se faz porque dá muito trabalho!

Beijo,
António

Luís Coelho disse...

Parabéns pelo teu trabalho artístico e pela mensagem que ele comporta.
As tintas são uma chamada de atenção.
Haverá coisas que deverão ser conservadas, são parte da nossa história recente.
Muitas outras, em ruínas como esta política, com que pretendem afogar-nos, melhor seria se desaparecesse totalmente dando espaços mais abertos sem o cheiro do mofo bafiento de gente instalada à custa da exploração deste povo massacrado...

Keila Costa disse...

Pena que o passar do tempo seja assim como um descaso com o que já foi...pena que as mudanças sejam tão severas e desrespeitosas com a história...até que o que de fato somos seja esquecido...Belo quadro e tema Antônio!
Abraços

A.Tapadinhas disse...

Luís Coelho: Não sou de opinião que tudo o que é antigo, só por isso, seja bom. Algumas coisas, ainda bem que fazem parte do passado. Outras é uma pena que não sejam conservadas...

...como acho que é o caso das pescas artesanais e dos seus equipamentos.

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Keila Costa: Há sempre alguma nostalgia quando se perde qualquer coisa, que sabemos teve um significado profundo na vida das pessoas...

...principalmente, quando o que a substitui não traz vantagens evidentes...

Bem-haja pelas amáveis palavras!

Abraço,
António

Rogério Pereira disse...

Meu caro,
Vim retribuir a visita e fui premiado por esse meu gesto de cortesia. Dei com quem põe colorido nas palavras e me pinta os lugares da minha memória mais felíz. Desse cais da Moita, quantos saltos terei dado, mergulhando em águas lodosas e frias? Moita, Alhos Vedros são lugares da minha infãncia (meus avós tinham uma pequena quinta no Alto de S. Sebastião, entre a Moita e o Chão Duro). Siderurgia (Seixal) foi uma das minhas universidades...
Posso montar uma exposição lá no meu blogue?
Prometo-lhe a dignidade que merece este seu trabalho!

Abraço

A.Tapadinhas disse...

Rogério Pereira: Quem diria, lendo o seu perfil, da nossa proximidade geográfica?

É este o maior fascínio da Internet: encontrar amigos, que de outra maneira permaneceriam desconhecidos!

A resposta ao seu pedido é afirmativa. Fico muito honrado!

Abraço,
António

Wanderley Elian Lima disse...

Olá António
Muito bom o seu trabalho. Adorei a idéia de comentar sobre o quadro, assim temos um melhor entendimento sobre o mesmo.
Obrigado pela visita ao meu blog e pelo comentário. Quando puder volte, vou gostar muito.
Te sigo
Grande abraço

Vanessa Souza Moraes disse...

Meu blog mudou de endereço, o novo é:
http://vemcaluisa.blogspot.com/
:)

A.Tapadinhas disse...

Wanderley: Ainda bem que a viagem até este lado do Atlântico valeu a pena!
:)
A minha, também valeu porque encontrei um novo amigo!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Vanessa: Não vai ser preciso GPS para te encontrar!

Eu "vouláluisa"
:)
Beijo,
António

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que bonito o seu trabalho! Vim do blog do amigo Rogério Pereira conhecer seu trabalho.
Parabéns por sua arte tão bela.
bom dia e abraços

A.Tapadinhas disse...

Alexandre: Fiquei muito honrado com a sua visita e agradecido pelas amáveis palavras!

Obrigado!

Abraço,
António

Fernanda disse...

Amigo António!

Já cá estive e roubei-lhe uma obra.
Parece não ter dado conta.
Hoje ela está exposta na minha Casa do Rau.

Passe lá mal possa, por favor.
Espero que goste da suepresa.

São disse...

Porque não pintar o Alentejo?!

Deste quadro gostei muito, até porque conheço muito bem Moita , Rosário, ...

Bom fim de semana.

A.Tapadinhas disse...

Fernanda: Não notei que alguém me tivesse roubado...

...muito menos a minha amiga, que gosta mais de dar, tal o tamanho do seu coração.

Adoro surpresas!

Até já!
António

A.Tapadinhas disse...

São: Tenho raízes no Alentejo (meu pai) e já pintei diversas obras com o tema.

Nos últimos tempos é verdade, que tenho dedicado mais tempo ao meu Distrito e, também, por razões afectivas, ao Algarve.

Obrigado pela lembrança!

Beijo,
António

Carlos Albuquerque disse...

Digamos assim: foi-me apresentado pela Fernanda (Na Casa do Rau) e pelo Rogério (conversa avinagrada). Vim conhecê-lo melhor. Em boa hora o fiz.
As suas pinturas escritas e palavras pintadas, encantaram-me! Sinto-me um privilegiado por, apenas com um clique, poder contemplar as suas obras. Obrigado por as partilhar.
Voltarei.
Um abraço

Fernanda disse...

Amigo António!

Soube agora que o amigo Rogério vai expor a sua obra lá na sua casa.
Esperemos que ele não a "avinagre" :))))

Fiquei apaixonada por várias telas, já sabe qual foi a que lhe "roubei"...foi por uma boa causa. Estou perdoada???!!! Acho que sei a resposta!!!

Quando vim do Porto para Cerveira, "pintei" umas telas a óleo, fiz umas aguarelas, pintei sobre cartão e até vidro... fiz umas brincadeiras!!!
Apesar de ter exposto, uma das vezes com o Titu, em Viana do Castelo, ter vendido alguns trabalhos até para França e Espanha, deixei a arte para os artistas.
Tenho agora a minha casa coberta com quadros meus :))))

Ficou contudo, e de forma irreversível, o bichinho pela pintura.

Estou felicíssima por o ter encontrado.

Beijinhos

FlorAlpina disse...

Olá António,
Vim dar uma espreitadela, para satisfazer a curiosidade que me surgiu no blogue "na casa do rau" entrei curiosa e saio encantada com o seu trabalho!

Abraço dos Alpes

Saozita disse...

Olá António, aqui estou por sugestão da Ná e constato que tem pinturas lindíssimas, adorei a que está no blog da amiga Ná! Mas no geral e pela volta que aqui dei, gosto de todas. Parabéns, terei todo o prazer em seguir o seu blog, está muito bem estruturada a forma como apresenta os seus trabalhos.

Tenha um lindo e bom fim de semana.

Bjs

Sãozita

Ana Martins disse...

Boa noite António,
cheguei até aqui, pela mão da Ná, e, em boa hora o fiz.

Lindos os seus trabalhos, adoraria saber pintar assim, mas não temos todosa mesma inclinação.

Parabéns!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

A.Tapadinhas disse...

Carlos Albuquerque: Desculpe, amigo, mas privilegiado sou eu por o ter no meu espaço...

Agradeço as suas amáveis palavras.

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Fernanda: É verdade! Contrariamente ao que pensamos, afinal, neste mundo dos blogues, até fisicamente, as pessoas estão mais próximas do que ousamos pensar. Quem diria que, Rogério, um nome entre tantos, já nadou nas águas que eu tantas vezes pintei! E, já agora, nadei quando era mais jovem...

Sei por experiência própria que quem pintou uma vez será pintor toda a vida. Dei aulas de pintura durante alguns períodos e, verifiquei que as minhas alunas nunca mais deixaram de pintar,

...de acordo com os tempos livres que lhes deixavam os filhos ou os netos...
:)
Por isso, prevejo que um dia destes dias tenhamos o privilégio de ver uma das suas novas criações!

Bom findi!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

FlorAlpina: Fico encantado com todas as flores...

...sendo Alpina, é muito mais "alta" a minha admiração!

Obrigado! Volte sempre!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Saozita: Estou muito honrado com a visita e com as encantadoras palavras.

Volte sempre! Quem é amigo de Ná, meu amigo é! Bom findi!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Ana Martins: "Não temos todos a mesma inclinação". Atrevo-me a perguntar: Já alguma vez experimentou?

Nas minhas aulas, as alunas que mais descrentes se mostravam nas suas capacidades, tornavam-se nas mais inspiradas.

Conclusão: Nunca diga não!

Beijo,
António

tulipa disse...

Gostei muito da tela, pois também vivo na Moita e sinto de forma mais intensa estas suas obras de arte.

Com as festas terminadas parti de férias, mas só fui à festa para participar no raid fotográfico...

Hoje descobri um artigo que achei deveras interessante depois de eu passar 4 dias em Tavira...
O guia Lonely Planet's "Travel With Children" considerou a praia da Ilha de Tavira, no Algarve, a 8.ª melhor do mundo para levar as crianças e estar em família.

Também fiz um post sobre a eleição das 7 Maravilhas Naturais de Portugal.
Para a eleição, foram contabilizados 656.356 votos (via site, Facebook, SMS e telefonema).
Também votei via Facebook.

Na categoria
"Zonas Aquáticas Marinhas"
venceu a Ria Formosa (Algarve)

Nestas minhas mini-férias fui visitar a Ria Formosa; nos meus 2 blogues mostro fotos e faço uma reportagem sobre o assunto.

Bom fim de semana.
Abraços outonais.

Duarte disse...

Segue plasmando aquilo que sentes e que te permite fazer uma crónica em defesa da beleza e da estética, como muito bem aqui o fazes.

Os tons que empregas dão vida à obra. Gostei.

Um grande abraço, e a minha admiração

alfa disse...

Passei por aqui Tapadinhas, gostei muito da sua pintura e do seu blog, vou voltar bjsss

Rogério Pereira disse...

Aqui estou a anunciar obra.

Fiz 3 posts a seu respeito:

O primeiro, "Da Minha Janela-1" tem a ver com o nosso reencontro...
O segundo, "Da minha janela - 2" pretende ser a resposta ao seu pedido para sugerir outras pinturas. Faço essa sugestão de forma indirecta, sugerindo que "veja" para além do que os nossos olhos vejam
O terceiro é uma pequena exposição com quadros seus...

Apareça. Sei que muitos amigos meus o visitaram...

Abraço

A.Tapadinhas disse...

tulipa: É natural essa aproximação quando se conhece, no local, o tema da pintura.

Gostava de conhecer as outras 7...
:)
Vou frequentemente ao Algarve (Portimão) porque tenho lá a minha filha e neto, com a idade certa para experimentar as delícias da ilha de Tavira. Hei-de experimentar logo que se proporcione.

Vou já ver as maravilhas de Portugal e a maravilha que deve estar o seu blogue com esses ingredientes...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Duarte: Na medida do possível, continuarei a fazer o melhor que sei, aquilo de que gosto: pintar e...

...escrever a pintura!

Agradeço as amáveis palavras.

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

alfa: As portas estão abertas!

É um prazer ter visitantes com a sua simpatia!

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Rogério Pereira: Estou muito curioso para ver o que o seu altruísmo e a sua simpatia, fizeram com a minha pintura!

Tanto, que não resisto e vou já para a sua galeria!

Só para dizer que apareceram alguns novos amigos. Se fosse vinho, diria que de boa colheita!

Até já! Abraço,
António

lolipop disse...

Olá António!
Apanhou-me de surpresa...estava a pensar visitá-lo, mas antecipou-se e eu venho agradecer-lhe. Trabalhos muito belos os seus!Hei-de volta mais vezes para deleitar os olhos...
Abraços

calamanda disse...

Estimado amigo, después de mi larga
ausencia me encuentro con magníficas obras que me han gustado
muchísimo.

Saludos,
un abrazo.

A.Tapadinhas disse...

lolipop: Eu tenho ADSL...
:)

Volte sempre que lhe apeteça! Tenho muito prazer em receber os amigos...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

calamanda: A tua ausência foi notada, por quem te estima.

Feliz regresso!

Un saludo cariñoso,
António

OUTONO disse...

Entre a realidade e a pintura...apenas o teu olhar.
Magnífico

Anne M. Moor disse...

António

Há um certo frescor nesta tua tela que gostei e o caminho do barco sugere que vem mais na continuidade, nénão? As cores me lembram do Caribe de onde voltei ontem de noite :-)

Beijos leves
Anne

Fernanda disse...

Amigo António!

Só hoje vi a exposição que o amigo Rogério tão bem organizou.

Lá está esta magnífica tela que agora, graças ao Rogério, consigo localizar até no tempo e no espaço de uma vida, a dele.
Gosto ainda mais dela.

Beijinhos

A.Tapadinhas disse...

OUTONO: Gostei da tua breve visita!

Estou a pensar se significará que regressaste...

Vou já saber!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Isso não se faz! Deixas-me cheio de inveja, por estares tão perto do paraíso...

Nem eu próprio sei! Todos os dias acordo com uma nova ideia...

Tenho telas de diferentes tamanhos. Para cada uma delas, tenho um tema... 12h30m, vou almoçar... Ainda não é hoje que tomo a decisão!

Beijo indeciso,
António

A.Tapadinhas disse...

Fernanda: Cada uma das obras que crio é o resultado de uma série de circunstâncias, algumas das quais eu controlo, outras nem por isso...

Rogério conseguiu, com as suas palavras inspiradas, descobrir-lhes novas facetas.

Bem-haja pelas suas palavras amigas.

Beijo,
António

Fê-blue bird disse...

O nosso amigo comum Rogério, elogiou as suas pinturas, as suas palavras e a sua personalidade.
Eu como aprecio a amizade, pintura e palavras, fiquei logo curiosa.
Já aqui tinha vindo, mas não com o tempo necessário para comentar.
Fiquei rendida à cor, talento e vivência que as suas telas revelam.
Eu nunca tenho tema para as minhas pinturas, elas saem conforme os dias e a inspiração tal qual as minhas palavras.
Mas o Outono é uma estação cheia de cor e mistério, que tal ?
Irei de certeza voltar mais vezes.
Beijinhos

A.Tapadinhas disse...

Fê-blue bird: Gosto muito da cor do seu nome!

Também as suas palavras têm cores, não tão frias como a do seu nome...

Pelo contrário, são quentes como a cor do Outono, e da amizade que emana do seu comentário!

Agradeço e...

Volte sempre!

Beijo,
António

Graça Pereira disse...

Meu Amigo
Há um carreiro mágico poe entre palmares que vai dar á palhota da Zambeziana...que tu te esquecestes!
Penso que nem com Gps me encontras...
Adorei este quadro com o qual fechas o ciclo de "velharias".
Gostaria de sugerir ( e perdoa-me ) um tema AFRICANO!
África pintada por ti...acho que seria um deslumbramento!
Beijo
amigo
Graça

A.Tapadinhas disse...

Graça Pereira: Não preciso de GPS para chegar ao caminho que me leva á palhota da Zambeziana: tenho-a nos Blogues Amigos!

Nem sempre tenho tempo para visitar todos e, algumas vezes, sinto que o que tenho para dizer não é importante...

e guardo para uma outra vez...

A tua sugestão é óptima! África tem cores deslumbrantes!
O engraçado é que numa tela, "Entardecer em Moçambique", que mostro num post de 21/9/2008, as suas cores são mais suaves...

Agradeço a sugestão!

Beijo,
António