quinta-feira, 30 de setembro de 2010

SEM MARGENS NA BLOGALDEIA I

Faz este mês três anos que comecei a pintar a palavra e a escrever a pintura. Tive, até agora, mais de 63.000 visitantes, pois só introduzi o contador de visitas alguns meses após o seu início. Na verdade, não esperava manter durante tanto tempo, e sem interrupções, o meu blogue. Consigo identificar os culpados: são os seus visitantes, meus amigos, que com a sua generosidade, fazem deste tempo que passo em frente do computador, momentos de comunhão com o melhor que existe em cada um de nós!
O meu sentido e sincero obrigado a todos!

Irei apresentar exemplos concretos do que acabei de afirmar.
Na postagem de 30 de Abril de 2009, no blogue Life...Living, Anne Moor disse:

Quando o António apresentou a obra disse "que os modelos são banhados por uma luz forte, com cores vivas e quentes, que, se em alguns casos, quase os ocultam, serve sempre para evidenciar a sua beleza e sensualidade. E continuo a pensar assim, porque a pintura deve fazer-nos sonhar com um mundo melhor, mais harmonioso, mais sedutor." Provocada por comentário do rm no post anterior e inspirada na pintura divina de António apresento 'Luz' acompanhada de 'Afrodite':



A luz que alumia a vida
alucina identidades
acena caminhos
brilha!

A luz que flutua nas mãos
espalha raios
treme na ofuscação
cintila!

A luz que emana d’alma
deslumbra o sentir
canta corações
chameja!

© Anne M. Moor
Afrodite, feiticeira do amor de António Tapadinhas
Óleo sobre tela 120X120cm

39 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

é um trabalho maravilhoso.
Está de parabéns por sua arte.
bom dia

Regina Rozenbaum disse...

Antônio, amado!
PA-RA-BÉNS!!! E não é à toa mesmo...sabes disso.
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Fê-blue bird disse...

Parabéns!
Desejo que continue muitos anos a deliciar-nos com o dom da palavra e da pintura.
Tal como o António, além da pintura, também gosto de poesia e tento fazer poemas com as mesmas cores com que pinto.

"Olho para a minha tela em branco
fecho os olhos e desligo-me do mundo.
Tenho sempre por companhia uma sensação de fracasso por não conseguir passar para dedos...
...o que sinto.

A grande diferença entre a vulgaridade e a genialidade
Passar para uma tela em branco as cores da nossa vivência
Sofro quando pinto, assim como sofro quando escrevo
Reconheço a minhas limitações...
...e sofro.

Olho para a minha tela em branco
expiro e olho em meu redor
Lágrimas misturam-se com as tintas...
...e pinto.

E, quando penso que tudo está perdido
Quem amo me diz...

Está lindo!"



Beijinhos

Rogério Pereira disse...

Vivo com o embaraço
de não saber um traço
só riscos
rabiscos
que desdenho
nada se parecendo
com o desenho
que quero desenhar
por isso, amigo
quando vejo algo assim
perco-me a olhar
sentindo
um respeitoso invejar

Abraço em tons de rima

Anne M. Moor disse...

Antóooooooooonio!!!!!

A Afrodite a acender paixões na arte.

Nestes 3 anos aprendi contigo a gostar, cada vez mais, de pintura e do quanto a pintura é escrever a vida! Obrigada meu amigo!

Beijos de arte (1ª - em todos os sentidos) :-))))
Anne

A.Tapadinhas disse...

Alexandre: Bem-haja por sua visita e palavras.

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Regina Rozenbaum: Muito obrigado, pelas palavras amáveis!

Beijo-beijo, para Rê-Rê
:)
António

A.Tapadinhas disse...

Fê-blue bird: Quando e se tiver um problema com a folha em branco, pense no azul. Eu faço isso com minhas pinturas e resulta...

Espero que não seja totalmente verdade, ou melhor, uma liberdade poética, quando diz:

"Sofro quando pinto, assim como sofro quando escrevo"

Pintar e escrever devem causar prazer, primeiro ao criador e, depois, ao observador.

A recompensa está no fim:

"está lindo!"

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

Rogério Pereira: Hoje não dá para te responder em verso: o meu astral poético, vá lá saber-se porquê, está em baixo. Talvez por causa da AR...

Mas dá para reconhecer que estás em forma...

Agradeço as tuas rimas... mais o seu conteúdo...

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Annnnnnnnne: Dá-me a impressão que tem "n´s" a mais...

Tu é que és a culpada! Agora, atiras a culpa para a coitada da Afrodite???!!!

Agora é a sério! Eu é que agradeço estes anos de alegre, são e frutuoso convívio dum orgulhoso bloguenígena desta nossa aldeia!

Dá para perceber que estou comovido?

Beijo arco-íris,
António

lolipop disse...

Parabéns!
Continue a deslumbrar-nos os olhos e a enfeitar-nos a vida!
BEIJO

FlorAlpina disse...

Olá António,
Os meus mais sinceros PARABÉNS!
Parabéns pelos 3 anos,
Por tão bela pintura,
E por o poema, magnifico!

Abraço dos Alpes

Anne M. Moor disse...

Dá sim António e eu tbm estou.

Obrigada!

Beijos
Anne

A.Tapadinhas disse...

lolipop: Vontade não me falta!

Inspiração virá com a ajuda dos amigos...

Beijo,
António

A.Tapadinhas disse...

FlorAlpina: Agradeço os parabéns...

... e as palavras amáveis!

Abraço,
António

Ava disse...

Anne, esse moço merece todas as homenagens...
Além de um trabalho belíssimo, é de uma generosidade sem tamanho, em suas palavras de carinho e amizade.


António, a voce, o meu abraço, recheado de carinho e meu muito obrigada por ter o privilégio de ser sua amiga...

B.B. adocicados...

jorge disse...

Una suerte que llegaras, una suerte que permanezcas.

Ya sabes que tus pinturas han enriquecido mi pobre baggage visual.

Y tus palabras -siempre certeras- brillan en tus comentarios.

Estoy de acuerdo contigo, lo mejor de este mundo blogger, al que entre sin saber que era, son las personas que se convierten en nuestros comentaristas.

pd; Ando ocupado, te mandare tu pedido en cuento pueda.

jorge disse...

13 enero 2009

A.Tapadinhas disse...

Ava: ...E Deus criou a mulher!
Ai d´Ele se o não fizesse: perderia a sua melhor criação!
:)
Palavras doces, beijos, idem!

BB
António

A.Tapadinhas disse...

Jorge: Sabes melhor do que ninguém que um bom treinador não pode fazer de alguém sem aptidões, para uma modalidade desportiva e, digo eu, para as artes, um génio.

Tu tinhas naturalmente essa inclinação. Se eu, de alguma maneira, a ajudei a aparecer, fico muito feliz, por mim, mas principalmente por ti. Acredito que a diversidade enriquece a nossa vida!

Ocupado? Também eu! Sempre pensei que depois de me reformar não ia ter tempo para fazer tudo o que queria...
hehehehe

Tomei nota da data. Obrigado!

Abraço,
António

Ana disse...

Hola,hacía tiempo que no pasaba por aquí y me he quedao asombra por todas las obras que tienes nuevas, fabulosas.
Saludos

A.Tapadinhas disse...

Ana: Senti a tua falta. Como sabes, és sempre bem~vinda a este espaço.

Un saludo cariñoso,
António

Pena disse...

Admirável Amigo António:
Parabéns sinceros pela receptividade que tem nas pessoas.
É excelente na Arte sublime que cria de forma fabulosa.
Sempre o achei PRODIGIOSO!
Abraço amigo de gratidão pela sua pura amizade que muito prezo.
Com respeito, estima e consideração.
Na maior das admirações pela sua pintura notável e sublime SEMPRE!


pena

É uma honra, a sua amizade.
MUITO OBRIGADO, extraordinário amigo.

OUTONO disse...

Quando olhamos o tempo...esquecemos da beleza da maturidade...e evocamos o erro da velhice...
Meu caro ANTÓNIO...dou-te um abraço e um conselho de "irmão avô"...CONTINUA...porque é bom vir aqui e encontr(ar-te)...com a tua paleta de cores...e olhar atento.

A.Tapadinhas disse...

Pena: As suas palavras são sempre certeiras...

...só lhes posso responder, com o meu muito obrigado.

Bem-haja!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

OUTONO: Retribuo, dizendo que é bom saber que regressaste com as tuas sábias palavras, para conforto da alma...

...e do meu coração de avô!

Abraço,
António

Humberto disse...

Oi!
Entrei no seu blog por acaso, achei muito legal e não queria sair sem dizê-lo.
Aproveito para convidá-lo dar um pulinho pelo meu que é de literatura.
Abraços desde Argentina.
Humberto.

www.humbertodib.blogspot.com

Luiz disse...

Muito bom ter você aqui pela blogsfera amigo ...

A.Tapadinhas disse...

Humberto: Não acredito em acasos: as coisas acontecem sempre por uma qualquer razão, evidente ou misteriosa...

Vou visitar o seu blogue com todo o prazer. Estou com curiosidade de saber a sua nacionalidade.
:)
Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Luiz: ...e é muito bom, tê-lo no meu blogue...

Volte sempre!

Abraço,
António

Humberto disse...

Antônio, sou brasileiro e moro na Argentina faz uns 10 anos, é por isso que falo português. Adorei a sua visita e aqui estou mais uma vez para ser o seu seguidor. Quando disse que gostei do seu blogue é porque gostei mesmo.
Vou dar um pulinho por aqui cada semana.
Abraços.
Humberto.

a1r2t3u4 disse...

A arte é realmente uma poesia! Gostei muito, parabéns, abraços.
Arturo C. Gonzalez

A.Tapadinhas disse...

Humberto: Está combinado!

Abraço,
António

A.Tapadinhas disse...

Arturo: A Arte é poesia...

...e a vida também!

Abraço,
António

mundo azul disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mundo azul disse...

________________________________

...tela e poema num casamento perfeito!!! Muito bonito...


Beijos de luz e o meu carinho!

___________________________________

A.Tapadinhas disse...

mundo azul: Harmonia é a palavra chave para nos sentirmos bem!

Bom findi!

Beijo,
António

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Parabens por estes dois anos a espalhar arte e beleza por esta blogsfera...Quando aqui chego, preparo a minha alma para entrar num santuário onde me deslumbro e me comovo. Bem-hajas por esses momentos de puro êxtase!!
Beijos
Graça

A.Tapadinhas disse...

Graça Pereira: É um sentimento comum: só assim é que vale a pena!

Beijo,
António