quinta-feira, 3 de junho de 2010

ADORADOR DO SOL



A Cidade do Sol
Acrílico sobre Tela (Políptico) 4x25x30cm

Gostei tanto do resultado da inspiração momentânea que me levou a executar o políptico “A Cidade dos Sonhos”, utilizando a gama de cores frias, que parti para a “Cidade do Sol” com a ideia precisa do que pretendia.
O olho humano distingue uma grande variedade de cores e tons, sem limites definidos. Este espectro visível abrange uma certa gama de frequências que correspondem a seis cores: vermelho, laranja, amarelo – cores quentes e verde, azul e violeta – cores frias.
Decidi, nestas quatro telas, utilizar a minha paleta de cores quentes na transmissão da sensação do sol a aquecer o ar, as casas, a alma da gente da minha Lisboa.

15 comentários:

manuel marques disse...

"O homem é um sol; os seus sentidos são os planetas ."

Parabéns por mais uma tela lindíssima.

Abraço.

Com Tintas e Pincéis disse...

Bem conseguido! Quase que se sente o calor do sol!
Também gosto muito das tonalidades
de "A cidade dos sonhos".
Um abraço
Puri

Graça Pereira disse...

Gosto destas tuas telas em que mudas as cidades de acordo com a luz do dia brilhante pelo sol ou o prateado azul do luar da noite...
Tive uma Exposição de Pintura(a 2ª) desta vez de óleos e acrilicos...
Gostaria de te convidar para daqui a dois meses para a 3ª Exposição...afinal, não há duas sem três... Aceitarias?
Beijo
Graça

Anne M. Moor disse...

António

Que sonho de tela! :-) A cidade a vibrar com o sol a refletir nas mil janelas das casas... Brilhante!

Beijos ensolarados
Anne

Udi disse...

Uma cidade populosa e carinhosa.
bj!

jorge disse...

Una pintura excelente.

Esta la calidez del sol.

La gente de Lisboa debe ser especial.

Dóris disse...

Antonio, esta tela é muito linda e expressiva. A cidade brilhando com a luz do sol, simplesmente divino.
Uma combinação perfeita.

Abraço grande.

P.S.: Pois é meu caro, ando um pouco afastada do meu blog.(Estou vivendo mais no campo do que na cidade, e no campo prefiro ficar sem internet. Estou procurando colocar as idéias no lugar. E estar em contato diário com a natureza está me fazendo muito bem...ainda não estou conseguindo pintar, mas creio que conseguirei novamente. O único empecilho é ficar longe dos amigos.)

calamanda disse...

Estimado amigo, estoy asombrada
de tus dos últimas obras, me parecen fantásticas y supongo que
estarás preparando una nueva exposición y que será muy diferente
a las otras. Felicidades por tan estupendo trabajo.

He puesto en mi blog fotos de la Feria del Caballo de Jerez, si las ves espero que te gusten.

Un beso.-

Isabel disse...

Color oro... color rayos de sol al atardecer. Besos.
http://senderosintrincados.blogspot.com

Ava disse...

Realmente há um impacto diferente ao olhar esse trabalho seu.
Aquece o coração e enche os olhos, essa luz que expande iluminando almas...


Há sempre uma saudade no ar.
Saudade das coisas nãos vistas, não vividas, não satisfeitas...


Saudades de tí!


B.B.

Anne M. Moor disse...

António???

Kd vc? Estás bem? Tu não és de sumir assim... Fiquei preocupada...

Bjos
Anne

Pena disse...

Estimado e Sublime Amigo António:
Mais um fabuloso Acrílico sobre Tela, desta vez o talentoso "A Cidade do Sol".
Transparecem e são visíveis a beleza e mestria das cores quentes de fascinar, que só o meu extraordinário amigo ímpar pode conceber.
Possui uma Arte deliciosa num coração sensível e perfeito de excelência, visíveis em tudo o que confecciona.
Parabéns sinceros.
Abraço amigo de enorme respeito, estima e consideração.
Sempre a admirar o seu génio criativo "explosivo" de maravilhar incomparavelmente.

pena

Bem-Haja AMIGO! Fico agradecido pelas palavras expressas no meu blogue que me sensibilizaram imenso.
MUITO OBRIGADO, gigante amigo de bem.
Adorei.

Sí es lo que parece disse...

Sol es igual a luz que es igual a nuevo día que es igual a esperanza.

Tu obra me transmite esperanza, me gusta el sol, me gusta porque es sinónimo de vida.

Estuve una vez hace muchos años en Lisboa y me encantaría repetir.

Besos Antonio

Ava disse...

Não nos deixe sem notícias...

beijos!

Maria Ribeiro disse...

Lembra-me VIEIRA DA SILVA!"POLÍPTICO" muito impressionista, pelo visualismo que em nós provoca: as SINESTESIAS são profundas e parece que nos sentimos "lá"... na cidade!
ABRAÇo de
LUSIBERO