segunda-feira, 23 de março de 2009

EQUINÓCIO


Flores Campestres Óleo sobre Tela 60x100 cm

Quando apresentei os meus quadros inspirados em “As Quatro Estações” de Vivaldi, falei um pouco da celebração do ritual de fertilidade que festeja o equinócio da Primavera, o momento em que o dia e noite têm a mesma duração. Simboliza o despertar da vida na terra, depois da hibernação no Inverno. Esta celebração começou por ser um festival pagão, que foi aproveitado pela Igreja para exaltar a ressurreição de Cristo.
Neste quadro, quero mostrar as cores vibrantes das primeiras flores campestres, açoitadas pelo vento e iluminadas pelo tímido Sol, ainda pouco consciente da sua força telúrica.
Para isso, comecei por pintar toda a superfície da tela com o meu pincel de piaçaba carregado de Yellow Ochre e Burnt Sienna, em pinceladas curvas, com diversas direcções*, para servir de base às folhas das plantas e aos caules fustigados pelo fresco vento primaveril. Só depois de estar satisfeito com o movimento sugerido pelas texturas assim criadas, comecei a distribuir as papoilas e os malmequeres pela superfície, que ficou pouco povoada de flores, porque gostei do relevo do terreno em que nasceram…
Este quadro está aqui, pendurado na parede à minha frente, a olhar para mim, enquanto estou a escrever a sua história…
Tenho quase a certeza que uma das papoilas (provocadora!) me está a piscar o olho…

*Clicando sobre a imagem dá para ver a sua textura.

41 comentários:

jorge disse...

¡¡¡Picar en el cuadro y verlo grande!!!

Es maravilloso.

No me extraña que este frente a ti.

Toda la fuerza de una primavera naciente y colorida.

¡¡¡¡ SENSACIONAL !!!

€_r_i_K disse...

Es cierto, se nota el movimiento del aire, agitando las amapolas....

Abrazos amigo, genio.....

Anne M. Moor disse...

Sou eu fantasiada de papoila! Movimento do vento por entre as flores diz de um sentimento de felicidade...

Queria este quadro pra mim...

Beijos floridos :-)

Vicky disse...

Felicitaciones.... hermoso oleo... se respira naturaleza y libertad...
Me gusto mucho llegar a tu bello y artístico blog...
Un abrazo y caricias para tu alma.

MENSAGENS AO VENTO disse...

_______________________________

Suas papoulas são lindas!!!

Sim, algumas parecem entender que estão sendo tão apreciadas...

Beijos de luz e o meu carinho!

________________________________

A.Tapadinhas disse...

Jorge: Já segui a tua sugestão: aconselhei a "picar" o quadro para o ver em grande, e apreciar a sua textura.
Tenho de estar de acordo contigo: a Primavera agradece e eu...
:)
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

€riK: Os teus olhos de poeta (e o teu coração) vêem coisas que me agradam...
Abraço, amigo.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Bem me parecia que eu conhecia a expressão daquela papoila!
Tem um sorriso inconfundível...
Beijo risonho.
António

A.Tapadinhas disse...

Vicky: Não sei como chegaste ao meu blogue! Só sei que gostei de te ver por cá.
Retribuo o teu carinho em dobro.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

MENSAGENS AO VENTO: O vento que agita as minhas papoilas, é o mesmo que trouxe as tuas belas palavras...
Beijo colorido.
António

MENSAGENS AO VENTO disse...

______________________________

Clique sobre a rosa e o PPS abre...

___________________________________

Verónica Rodríguez Orellana disse...

Huele a adolescencia hermoso ! , un beso

Lucinha disse...

adoro floressss..que lindassssss.. passando pra ver as novidades e deixar meu carinho... beijinhos

A.Tapadinhas disse...

MENSAGENS AO VENTO: Já vou fazer o que me manda: os seus desejos são ordens!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Verónica...
Obrigado pela visita e pelas palavras!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Lucinha: E estas estão frescas com este início da Primavera...
Beijo.
António

Flavio Ferrari disse...

Epa ... mudamos a palheta ... gostei muito do quadro. Inspirador.

Isabel disse...

Si están bellas que hasta huelen y todo. Esas amapolas me trajeron hasta aquí la primavera. Besos.
http://senderosintrincados.blogspot.com

fairi disse...

yo tambien quiero eses cuadro¡¡¡

por dios¡ si es la primavera en eclosion¡
me gusta el nombre de papoilas, 1º pense que eran mariposas, pero despues de llerlo todo creo que son amapolas, en catalan se dicen :paparoles..es parecido.

un besiño verde desde un cielo azul sin nubes.

Peter Pan disse...

Genial Amigo António:
Já se inteirou verdadeiramente do "imenso" que tem feito na Blogosfera.
"Imenso"...!

Abraço poderoso de amizade e respeito.
Sempre a admirá-lo

p.p./Pena

A.Tapadinhas disse...

Flavio:
A culpa é das papoilas!
:)
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Isabel:
Ainda bem que chega até ti a Primavera! A explicação é simples: A Primavera está em ti!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Fairi: Amapolas, paparoles, papoilas... Paroles, palavras significando a beleza de uma frágil flor...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Peter Pan:
Sinto-me muito honrado com as suas palavras. Contrariamente, ao livro que descreve a síndrome Men Who Have Never Grown Up, o meu amigo será sempre um gigante nos sentimentos afectuosos que transmite.
Abraço.
António

Udi disse...

Uaaaau! (entendem esta expressão aí?) e a imagem ampliada é uma viagem! Você deixou-a propositalmente grande, né? (vou baixar).
E... assim ampliada, eu tenho certeza que vejo um malmequer (ousado!) a me encarar (...risos!)
beijo agradecido

Udi disse...

"Isso" aí (mais abaixo) é Cecília Meirelles. Lembrei porque usei-o para produzir um convite para o lançamento da coleção primavera 2008 lançada pela confecçãozinha da minha fihinha
"...
Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.
...
Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera."

Udi disse...

...nós aqui adentramos o outono.

xistosa - (josé torres) disse...

Agora acredito que a papoila também é uma flor.

A.Tapadinhas disse...

Udi:
Uaaaaau! Português puro que entendemos, com ou sem acordo ortográfico.
Está assim ampliada, porque acho que a textura obtida com as camadas de tinta preliminares valorizam muito o quadro.
Deixa-te levar pelo malmequer: ele tem o espírito sensível do seu criador.
Com Cecília Meirelles como patrona, só pode ter sido um êxito esse lançamento...
"Enquanto há primavera, esta primavera natural..." e para rematar "Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera."
Gostava de lembrar que é efémera mas, adiantada ou atrasada, ela volta sempre para nosso contentamento!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

José Torres: Pronto! E eu acredito que o xisto é uma pedra preciosa...
:)
Abraço.
António

Miriamdomar disse...

Já há muito que não vinha aqui! Adorei ver, todos estes quadros lindos!
O "Equinócio" está lindissimo, as flores campestres ,são as minhas preferidas!
São, as que melhor representam a Primavera!
E já que se falou em Cecília Meireles ,lembrei-me de uma frase da sua autoria"Aprendi com a Primavera; a deixar-me cortar e voltar sempre inteira."
Abraços

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Lindas as suas "flores campestres". Sempre que venho aqui, fico encantada.
António:
Publiquei no Galeria e gostaria muito que vc apreciasse o post e deixasse a sua opinião.
Um abraço,
Renata

Suzana disse...

É possível se ver uma suave brisa!
Lindo.

bjs

A.Tapadinhas disse...

Miriam do Mar: A frase da Cecília Meirelles é muito estimulante! Diz-nos para nunca desistirmos... por muito mal que nos aconteça...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Renata: O sentimento é mútuo! Lá estarei, como sempre.
abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Suzane: També viste os elfos verdinhos a brincarem com as papoilas?
:)
Beijo.
António

Marina-Emer disse...

Que maravilla ver los cuadros en panoramica una maravilla,el de las amapolas y margaritas parecen mis poesias de hoy en el post de la primavera...una delicia
UN ABRAZO DE
MARINA PASTOR

A.Tapadinhas disse...

Marina: Para serem mais reais falta-lhes o seu suave perfume...
Un abrazo cariñoso.
António

SHE disse...

Como las amapolas abro mis pètalos par tì
sol naciente, dìa sin nubes
primavera naciente, clara y fèbril
Como las amapolas sencilla y tierna
soy para tì.

te extrañaba mi profe adorado.

D.Ramírez disse...

Embora a obra de um artista fale sozinha, cada um interpretando de uma maneira, lendo seu texto do fez abrilhantar mais a obra. Linda pintura, sutil, colorida e bela em todos os gestos.
Abraços.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,