quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

PORTUGAL PROFUNDO


Golegã Óleo sobre Tela 80x100cm
Por motivos pessoais, deslocava-me com muita frequência ao Entroncamento. Fazia uma paragem, quase obrigatória na vila da Golegã, mais conhecida pela Feira Nacional do Cavalo Lusitano, que se realiza desde o século XVI, não sei se já nessa data por altura das festas do São Martinho.
A lezíria, sempre deslumbrante, é atravessada pelos Rios Tejo e Almonda, que servem de abrigo natural à maior colónia de garças da Península Ibérica. Mas não é só a natureza que é apelativa: para os amantes da arte, podem ser visitados a Casa-Estúdio Carlos Relvas, ou o museu Martins Correia, com uma valiosa colecção de arte moderna.
Foi por essa altura que pintei este quadro, em que procurei dar relevo às casas tradicionais, com um belo espaço de terra, ideal para que os miúdos joguem à bola sem chocarem com automóveis, digo eu! Dirão outros: belo espaço para construir apartamentos… Inevitavelmente com uma cereja no topo: um centro comercial!
Fico triste, mesmo arriscando que me digam: É o progresso, estúpido!

40 comentários:

jorge disse...

Me encanta el color de la tierra. Y el colorido de las primeras casas.

Buen descampado para jugar, pero parece que cada vez que chuten a gol van a tener que ir a buscar la pelota al barrio vecino.

Ernesto Dias Jr. disse...

Me deste, Caro Tapadinhas, idéia para uma aquarela.
Vou já fazer uma aguada de verde esmeralda a cobrir o canson inteiro e batizar de Brasil Profundo.
Antes que chegem as motosserras, as queimadas e os bois. Mas daí eu pego um pouco de terra queimada (siena é muito chique para o tema) e...

feli disse...

Que saudade de minha terra querida ,vejo ...sinto...chero ... minha terra brigado ...este é um grande presente pra mim.

€_r_i_K disse...

Tan léjos y tan cerca amigo, poca diferencia, de muchos pueblos que visito en la mancha....tan solo sobresale alguna iglesia del resto de la verticalidad de sus casas....
Casi como en tu pintura...
Tan lejos y tan cercana Amigo....

Abrazosssss......

OUTONO disse...

Queres dizer....é o progresso dos estúpidos.

Bonito retrato, óptima sensibilide ambiental.

Abraço.

carmen disse...

bonito cuadro ,lastima que ya, vaya quedando pocas zonas asi por lo urbanizable ,que quita el encanto a la tierra.

Un besito.

Anne M. Moor disse...

Essa estensão de terra na frente das casinhas linnnnnnnnnnnnnnnnnndas me dá vontade de deitar e ficar olhando as estrelas...

Beijos estrelados :-)

Ligia disse...

De todas formas, es un cuadro precioso y lleno de colorido. Abrazos

A.Tapadinhas disse...

Jorge: São as primeiras casas e talvez as últimas! Pode ser que por causa da crise, resistam mais alguns anos...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Ernesto: Tens de te apressar, amigo, sob pena de não precisares de verde esmeralda... Reforça a "terre de sienne brûlée" (muito mais chique em francês), que também serve para pintar os 75 milhões de cabeças de gado...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Feli: É preciso muita sensibilidade para amar tão intensamente a tua terra...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

€rik: Se recuarmos o suficiente, chegaremos à conclusão que todos somos irmãos, até dos primatas... E a propósito, faz agora 200 anos que Darwin nos arranjou estes antepassados comuns.
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

OUTONO: Como em outros casos, a colocação da vírgula faz toda a diferença!
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Carmen: Pode ser que depois da crise económica os homens fiquem mais cuidadosos com o ambiente. A esperança é a última coisa a morrer...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Espera mais uns dias até que as noites fiquem mais quentes... e com mais estrelas e mais belas, como a "Starry Night" de Van Gogh...
Beijo prateado:)
António

mia disse...

Posees el arte que en gran parte

inspira una tierra como la tuya,

Portugal es de belleza abundante

y tu manera de ver,desbordante!

Es de agradecer

Muito obrigada,bejinhos

A.Tapadinhas disse...

Ligia:
O meu agradecimento colorido!
Un abrazo cariñoso.
António

A.Tapadinhas disse...

Mia: Num País pequeno, devia ser mais fácil mantê-lo agradável para os seus habitantes e para quem o visita. Infelizmente, nem sempre é assim...
Beijo.
António

Amanda Arthur disse...

Antes de ler seu post, ao ver o quadro, imaginei ali espaço perfeito para uma das típicas manifestações folclóricas do norte do Brasil... Feliz por no meu imaginário ter dado destino mais sublime que apartamentos a este campo dourado. Lindo quadro...
Abraço,
Amanda

loira mexicana disse...

Passando para mais uma aula de cultura com vc!!!Bjkas

Pena disse...

Talentoso Amigo:
Um óleo sobre tela do "Profundo Portugal" admirável. Fabuloso.
Parece "falar" e dizer," aqui mora uma pessoa sensível e fantástica."
Um talento perfeito. Ainda dizem que a perfeição não existe? Perfeito!
Uma Arte sublime. Sentida. Óbvia da amplitude deslumbrante e de uma comunicação preciosa e brilhante.

Uma tela que expressa nas suas cores belas uma sensibilidade notável.
OBRIGADO pela simpatia expressa, lá, no meu "cantinho". Adorei!


A sua postura artística já foi constatada e valorizada por merecimento reconhecido por jorrar de forma gigante e enorme de si e do seu ser fabuloso...
Com admiração

pena


Bem-Haja, amigo!

A.Tapadinhas disse...

Amanda: Outra utilização interessante para os terrenos disponíveis, sem custos ambientais... O fumo das sardinhas assadas ou das bifanas, não conta...
:)
António

A.Tapadinhas disse...

Loira Mexicana: Não pense no que digo (escrevo) como cultura: é amor!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Pena: A sua simpatia e amizade é que jorra como uma nascente de água límpida e fresca...
:)
Abraço.
António

impaledboy disse...

NÃO INDICADO A PESSOAS SENSÍVEIS (L)
Tienes Mucho Talento!
Me inspira!
Gracias por pasarte por mi blog! ^^

GINEBRA disse...

Un óleo fantástico. Me gusta visitarte. Un beso

Sibyla disse...

Hola Antonio!!

Como siempre disfrutando de tu maravillosa obra pictórica.

Sabes, hoy viaja mi hijo a Portugal, en especial a Lisboa, además de visitar la ciudad, va a un concierto de un grupo inglés, "Oasis". Yo le he pedido que me traiga de recuerdo el Gallo multicolor que identifica al País.

Un abrazo amigo:)

Loles disse...

Pues sí, me he dedicado a leer tus pinturas y sus colores me han acogido con calor, el calor que desprenden las cosas que tienen vida.

Un saludo

MARISA disse...

me encanta antonio! sencillo tierno tradicional.. para quedarse a vivir en el!! besos

A.Tapadinhas disse...

Impaledboy:
Obrigado! Volta sempre!
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

GINEBRA: Ainda bem que gostas! Entra sempre que quiseres...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Parece que o teu filho teve sorte, porque foi um concerto fantástico. Dizem que foi o melhor dos irmãos Gallagher, em Portugal, encerrado com o clássico ‘I am the Walrus’, dos Beatles... Era difícil distinguir o teu filho entre 10 mil fans...
:)
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Loles: Faço o meu melhor para fazer os meus trabalhos com sentimento. Quando esse objectivo é atingido, e consigo transmitir isso aos amigos, fico muito feliz.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

MARISA: Temos de aproveitar enquanto há essa possibilidade...
Beijo.
António

Xana disse...

muito bonito aquilo lá, lembro-me de uma vez ir à feira do cavalo, a minha filha tinha 4 anos, e queria trazer um...hehehehehe
dizia que não tinha mal que ficava no quarto dela :)
beijinho e boa semana

Antonia Ruivo disse...

Descobri o seu blog por acaso, estou encantada, a mestria das palavras aliadas à sensibilidade das cores e texturas fazem-no um sitio unico, não resisto e deixo-lhe um poema que retrata a alma de quem por esta vida passa e deixa a sua marca, abraços

Se eu morrer amanhã

Se eu morrer amanhã, quem me chorará
a água da fonte, as pedras da rua
Se me for amanhã, quem se lembrará
a andorinha negra, minha morte é sua

O campo agreste, ele me cantará
melodias em pó, caminharão prá lua
Só o restolho rente, me lamentará
no seu ventre, fica minha alma nua

A terra lavrei, nela semeei, a solidão
por este campo brotarão fontes de sal
no seu leito correrá minha paixão

Por mim não chores, nem tenhas afeição
minha alma virou nuvem afinal
quando chover, alagará teu coração

Antónia Ruivo http://escritatrocada.blogspot.com/

A.Tapadinhas disse...

Xana: Não sei a idade dela agora, mas espero que tenha realizado esse sonho de criança...
:)
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Antonia Ruivo:
Agradeço do coração a transcrição do inspirado soneto: alagou meu coração!
Beijo.
António

Marina-Emer disse...

Precioso cuadro sobre tabla al oleo,bello
Abrazos
Marina

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,