quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

AS CIDADES DAS EMOÇÕES


Palácio da Vila Óleo sobre Tela 60x100cm

Em 29 de Junho, mostrei o meu quadro que dava uma interpretação do significado do Convento dos Capuchos, em Sintra. Pela sua semelhança, com "Convento da Arrábida", lembrei-me desta obra, “Palácio da Vila”, de 1996.
Sintra é, desde 1995, Património Mundial, no âmbito da categoria Paisagem Cultural da UNESCO. O nome, com contornos místicos, deriva de cynthia, símbolo da lua na mitologia céltica, que fica muito a propósito com a neblina característica da Serra, que envolve os seus diversos monumentos.
Este Palácio, cuja traça original é de autor desconhecido, consiste num conjunto de volumes, aparentemente separados, mas articulados entre si, por corredores e galerias, por escadas e pátios…
É mais um quadro de que perdi o rasto: na altura em que foi comprado, ainda não tinha registos das minhas obras. Ter uma fotografia dele, já é qualquer coisa de especial.
Se o seu possuidor passar por aqui, terei muito prazer em cumprimentá-lo!

36 comentários:

€_r_i_K disse...

Te decía, (Es que se ha borrado) que a veces nos debemos conformar con alguna fotografía, perdemos demasiadas cosas hasta el final de trayecto....

Abrazos......

GrandeR@O disse...

Nossa, realmente deve ser emocionante morar em uma cidade como essa, um sonho ainda a se realizar para mim, mas o quadro ja incentiva
abraços

Anne M. Moor disse...

Infelizmente não sou eu a dona da tela... Bem que ficaria bem lindo nas paredes da minha casa...

Beijo :-)

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Que sonho....
Vá por lá, tenho postagem nova,
beijos

Flavio Ferrari disse...

Ele passou, você não estava. Dei o seu recado.

Amanda Arthur disse...

Passear por aqui é sempre um prazer... Vivendo e aprendendo com o amigo Tapadinhas!

OUTONO disse...

Não sou eu que tenho o quadro...mas gostaria de ser!

E ainda bem, que tens a foto, como prova da tua mestria.

Coisas, em que nunca pensamos. Saber, hoje (presente) os caminhos das nossas vidas, mesmo se já "voaram" para outros momentos.

Tenho algum jeito para o desenho...e de quando em vez pinto. De longe, algo semelhante ao teu "saber" e, muito menos considerar-me um pintor. Mas algumas telas perdidas, já me deram a conhecer, que deveria ser mais "arrumado" com o meu percurso e até no mundo da escrita.

Tempos idos, visitei por mero acaso, a casa de um amigo de longa data. Na sala, um pequeno quadro, despertou-me a curiosidade. Aproximei-me...e não era enganador. Pertencia-me ...a criatividade claro. Perguntei-lhe onde o tinha arranjado. Disse-me que o tinha comprado numa feira de antiguidades e que lhe tinham garantido que o mesmo tinha sido pintado por um ex-prisioneiro político. Ri-me...exclamei um "interessante" e...depois de uns dedos de conversa saí. Lembrei-me , que o tinha pintado, para servir de ilustração a uma revista e nem o tinha assinado...mas o quadro hoje está assinado...por um qualquer ...dito ex-prisioneiro político e vendido numa feira de antiguidades...Coisas!!!!!
Desculpa-me o historial, A conversa é o como o começar a comer cerejas...
Bem, pelo menos, sei onde está...prová-lo será dificil!!!!
Um abraço e, não te esqueças que os nossos netos merecem saber, que os avós tinham "património" para contar.
Um abraço.

Nanda Assis disse...

lindo demais a pintura,

bjosss...

A.Tapadinhas disse...

€riK: A conta de ganhos e perdas, só fica saldada no final da nossa vida...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

GrandeR@o: É um sonho realixãvel com relativa facilidade. Oxalá fossem todos assim...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Anne: Para este quadro não posso fazer nada! Já para outros é muito fácil...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

MARTHA... Missão cumprida, com todo o gosto!
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Flavio: Ainda não deu sinal de vida...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Amanda: A nossa capacidade de aprender é inesgotável! Só é preciso vontade.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

OUTONO: Na nossa vida vão acontecendo coisas tão rocambolescas que desafiam a imaginação de qualquer escritor. Já contei algumas no meu blogue, mas confesso que nunca se passou comigo nada de semelhante com o teu relato. Aquilo que me espanta é a tua impassibilidade perante o acontecido. Eu não resistiria, julgo, a denunciar a falcatrua! Mesmo depois de vendermos as nossas obras, continuamos com direitos sobre elas... Qualquer alteração é crime, muito mais colocar-lhe uma assinatura...
Abraço.
António

A.Tapadinhas disse...

Nanda: A tua sensibilidade também ajuda a encontrar beleza nas coisas...
Beijo.
António

Pena disse...

Brilhante Amigo António:
Um perfeccionismo fantástico.
Uma dádiva ao mundo...
Precioso. Belo. Lindo.
Dos quadros mais belos que já tive oportunidade de admirar, mesmo fotografado...!

Abraço amigo de imenso respeito pela imensa significação do "construtor de Arte" que é.
Sabe, com sinceridade, concebe instantes únicos. Ímpares de beleza. No traço. Na policromia. Na habilidade que o faz e, cria na tela, a sua significação sentida, criativa, a que dá preciosa "vida" de forma fabulosa e estraordinária.
Sensível.
Entende, porque lhe chamo sempre "Genial"...? Eu entendo cada dia que passa, observando apenas e só...!
Sublime, amigo!

Suzana disse...

Passando e, como sempre, recebendo emoções!
bjs

Adriana disse...

Sonho que poderia ser real para nós aqui.

boa semana

Elisa disse...

onda obrigado por visitar minha blog, conto-te que não se falar português e que devi utilizar um tradutor para te deixar um mensjae e te dizer que gosto muito teu blog.continuarei visitandote e anotar-me-ei como seguidora, faz o mesmo com meu blog se gostas. por verdadeiro, formosa a pintura!! um beijo elisa desde uruguay

A.Tapadinhas disse...

Pena: Sendo um homem tão viajado, conhecedor do mundo, apreciador de arte e com essa sensibilidade, as suas palavras são, para mim, um elogio e um estímulo para que continue. Obviamente, desconto um pouco... dada a amizade que faz o favor de me dispensar e que eu, naturalmente, retribuo.
Um abraço de amizade.
António

A.Tapadinhas disse...

Suzana: ... E eu agradecendo o seu carinho.
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Adriana: Todos desejamos que alguns sonhos se tornem realidade. E muitas vezes acontece...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Elisa: Primeiro, quero dizer-te que podes escrever na tua língua, porque eu já entendo 99% sem necessidade de tradutor. Segundo, é uma honra a visita de uma cidadã do Uruguai. Acho que é a primeira! Seja bem-vinda!
Beijo.
António

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

É lindo o seu quadro, amigo. Pena que não o possua mais.
António:
Vim fazer-lhe um convite, pois acabo de publicar a resenha de um filme no GALERIA, e gostaria que você apreciasse o meu post e deixasse a sua opinião. Postei obras de dois pintores que não sei se vc conhece.
Um abraço,
Renata

A.Tapadinhas disse...

Renata: Convite aceite! Vou ao cinema logo que tenha oportunidade!
:)
António

sol y luna disse...

Gracias por visitar mi blog, Eres bienvenido.
Un abrazo de Sol y Luna.

Udi disse...

António, queria te pedir um favor: posso usar a tua tela (verão ou primavera, ainda não decidi) para ilustrar minha próxima postagem "Zen" lá no Arguta? ...e já aviso que fará referência à sua pessoa.
thanks!
bj

Ernesto Dias Jr. disse...

Lindíssima obra.
Poderia compor também uma série chamada 'presépios'.
Invejável dom.

A.Tapadinhas disse...

Sol Y Luna: Tens aqui um cantinho para descansar das tuas viagens espaciais...
Un abrazo cariñoso.
António

A.Tapadinhas disse...

Udi: Fico muito honrado com essa utilização... Agora, aviso-te de uma coisa: A Primavera é muito ciumenta...
Beijo.
António

A.Tapadinhas disse...

Ernesto: Quer servir de modelo? Pode ser Menino Jesus deitado nas palhinhas? Sem óculos e sem roupa!
:)
A sério: Bem-vindo, amigão!
Abraço.
António

Udi disse...

Obrigada, António!
Apesar de não ter nenhuma razão prá despertar ciúme, vou preferir o Verão. (...risos!)
beijo

Udi disse...

...ah! (claro!) esta cidade das emoções é de uma delicadeza imensa!
bj

xistosa - (josé torres) disse...

Como o óleo está quase ao preço do azeite, vou deixar aqui o que queria dizer.
Gostei e muito do que vi.
Já disse que não percebo nada de pintura, apesar de durante vinte e muitos anos ter cedido uma sala do meu gabinete a um pintor.
Penso que não gostava da pintura dele por dois motivos.
Nunca lhe dava nome, o que acho imperdoável.
E gostei de saber o tipo de materiais.
Óleo sobre tela, é ouro sobre azul (para mim).
Herdei diversos quadros, (tenho na moradia), talvez até em locais impróprios, o que consegui pendurar, porque tenho uma paixão pelos relógios de parede.

Como disse anteriormente vou voltar ...

Obnrigado pela visita.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,